Topo

Televisão


Com prato "às cegas", Globo estreia "The Voice" culinário em horário nobre

João Batista e Claude Troisgros, chefs do reality Mestre do Sabor - Reprodução/Instagram
João Batista e Claude Troisgros, chefs do reality Mestre do Sabor Imagem: Reprodução/Instagram

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

02/09/2019 13h08

A Globo exibirá a partir de 10 de outubro, no horário nobre, o reality culinário Mestre do Sabor, comandado por Claude Troisgros, ao lado do seu braço-direito, João Batista. O programa vai avaliar as habilidades de 24 participantes, que são chefs profissionais em 12 episódios. O vencedor leva para casa o prêmio de R$ 250 mil.

Dividido em seis fases: prato de entrada, na pressão, duelos, na balança, semifinal e final, o programa vai ao ar às quintas, após A Dona Do Pedaço. "O programa tem comida boa, pressão e muito acolhimento, o que é muito legal", destaca Claude Troisgros.

Os três mestres Leo Paixão, Kátia Barbosa e José Avillez são os responsáveis por degustar e julgar os pratos. A primeira fase tem um formato que lembra a audição às cegas do The Voice. Os mestres provam os pratos sem saber por quem eles foram preparados. Se mais de um jurado escolher o mesmo prato, cabe ao participante escolher no time de qual chef quer ficar.

O diretor LP Simonetti destaca que programa tem um formato próprio da Globo e que é normal buscar inspiração em outras atrações.

Léo Paixão, Katia Barbosa, Claude Troisgros e José Avillez: o elenco do programa Mestre do Sabor - Reprodução/Instagram
Léo Paixão, Katia Barbosa, Claude Troisgros e José Avillez: o elenco do programa Mestre do Sabor
Imagem: Reprodução/Instagram
"A gente já trabalha com isso há 15 anos em quadros dentro de programa e a gente queria um formato novo. A dinâmica vai mudando ao longo do programa. Todo reality é diferente, tem seus detalhes. A ideia era fazer um projeto original, então você usa elementos de tudo que já existe. Pode até sugerir uma comparação mas os realities não são iguais", diz o diretor, que comemora a confirmação da segunda temporada antes mesmo da estreia da primeira.

Experiente na apresentação de programas de culinária na TV fechada, Claude admite que ficou tenso no início das gravações ao perceber que a gravação na Globo era mais organizada que no GNT: "No primeiro dia de gravação, fiquei bastante nervoso e surpreso", contou ele, que em alguns momentos também degustará os pratos às cegas.

"A emoção que a gente coloca na hora de cozinhar, ela se transforma no prato. Mas o sabor, se é bom ou ruim é a base de tudo".

O Mestre do Sabor aposta nos ingredientes e produtos nacionais. "A gente tentou valorizar o produtor, o ingrediente e uma coisa muito brasileira", explica o diretor.

"A vida do pequeno produtor no norte e nordeste não é fácil não, é difícil", conta o paraibano Batista, que chegou a se emocionar ao ver um clipe sobre pequenos produtores, exibido hoje durante a apresentação do programa para a imprensa.

Coletiva de imprensa do programa Mestre do Sabor - Marcela Ribeiro/UOL
Coletiva de imprensa do programa Mestre do Sabor
Imagem: Marcela Ribeiro/UOL

Sem carrascos

Diferentemente de outros realities, os chefs que avaliam os pratos dos candidatos garantem que passam longe de fazerem o tipo carrascos. LP Simonetti explica que a proposta é ter um programa com uma competição saudável, emocionante e divertida. "Queremos ir além da competição. Nosso desejo é ter um programa que divirta, mas também contribua para a cultura gastronômica do país, que é tão rica".

"Temos um respeito muito grande com os participantes. Todos os problemas que eles enfrentam, a gente poderia enfrentar. A gente não tem esse clima de carrasco, a intenção é outra", explica o chef Leo Paixão.

"Ficou bem claro, desde o início, que a gente queria fazer um reality show com menos drama. Obviamente que existe uma competição culinária, onde tem gente que sai, mas a gente quis fazer uma coisa muito mais acolhedora, de aprendizado. A gente nunca elimina os piores, anunciamos os melhores. A gente não fala 'esse prato tá ruim', isso não faz parte do vocabulário do mestre do sabor", conclui Claude.