Topo

Televisão


Dos perrengues à bancada: a trajetória de Monalisa Perrone na Globo

Monalisa Perrone no comando do "Hora 1" - Globo/Fábio Rocha
Monalisa Perrone no comando do "Hora 1" Imagem: Globo/Fábio Rocha

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

03/09/2019 12h24

Monalisa Perrone pediu demissão da Globo após 20 anos de casa rumo à CNN Brasil. A apresentadora do Hora 1 possui uma trajetória de crescimento profissional dentro da Globo, o que não significa que ela tenha passado cem por cento ilesa por alguns perrengues ou mesmo por situações inusitadas ao longo de sua carreira.

Em 2011, Monalisa enfrentou uma das situações mais delicadas de sua trajetório profissional. Como repórter, ela acompanhava a internação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na porta do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, quando foi empurrada de forma brusca por um homem.

A agressão acabou repercutindo pela reação de Sandra Annenberg, que estava na bancada do Jornal Hoje e reagiu com surpresa ao que havia acabado de testemunhar. A frase dita pela âncora —"Que deselegante!"— virou meme.

Mas uma situação ainda mais tensa a jornalista viveria no ano seguinte. Ela estava no helicóptero da Globo a trabalho, sobrevoando a represa Billings, quando o piloto teve um mal súbito. Ainda assim, o comandante conseguiu controlar a aeronave e retornar para a emissora. A partir daquele dia, Monalisa decidiu não voar mais de helicóptero a trabalho.

A promoção de repórter para apresentadora, que aconteceu no Hora 1, transformou radicalmente a rotina de Monalisa, que precisou trabalhar durante a madrugada. Mas os momentos arriscados da vida de repórter ficaram para trás.

Como você nunca viu

Monalisa Perrone já disse em entrevistas que o segredo para se acostumar a madrugar na Globo era ter disciplina. De fato, os colegas não tinham do que reclamar: a apresentadora era conhecida chegar à emissora disposta e bem-humorada. E talvez seu ânimo ajude a explicar algumas "pegadinhas" das quais já foi vítima no próprio telejornal.

Monalisa Perrone toma café com mistura exótica no Hora 1 - Reprodução/TV Globo
Monalisa Perrone toma café com mistura exótica no Hora 1
Imagem: Reprodução/TV Globo
No ano passado, por exemplo, ela tomou um susto quando o repórter Rodrigo Alvarez surgiu vestindo uma máscara de pirata para o Halloween. "Meu Deus! Me enganaram aqui!", gritou Monalisa, às gargalhadas.

"Fui pega de surpresa, porque nosso diretor de TV falou assim: 'Estou com um problema no telão'. Fui olhar e era você já em pleno Halloween! Eu achei que foi pegadinha, mas gostei da surpresa, curti!", dsse.

Monalisa Perrone se diverte com o repórter Rodrigo Alvarez - Reprodução/TV Globo
Monalisa Perrone se diverte com o repórter Rodrigo Alvarez
Imagem: Reprodução/TV Globo

Em um outro momento inusitado, ela foi trollada pela jornalista Izabella Camargo. A ex-moça do tempo tirou um lenço do bolso e entregou a Monalisa após ela lamentar o fim do verão. O gesto de Izabella divertiu a apresentadora, que denunciou: "Isso é bullying. É a estação mais alegre".

"Bullying de amor. Desde cedo ela começou a choramingar quando falei que era a última sexta-feira do verão", brincou Izabella.

Abdômen trincado de Franklin David chama atenção de Monalisa Perrone - Amauri Nehn/Divulgação
Abdômen trincado de Franklin David chama atenção de Monalisa Perrone
Imagem: Amauri Nehn/Divulgação

A espontaneidade da apresentadora também falou mais alto quando ela participou da transmissão do Carnaval de 2018, em São Paulo. Ao constatar o físico do repórter Franklin David, da Rede TV!, que desfilava pela Independente Tricolor, Monalisa soltou: "Esse abdome é de verdade ou é uma roupinha? Tá bem, né? Todo trincado o Vlad".

O Hora 1 foi como uma escola pela qual Monalisa precisava passar para se soltar ainda mais e aprender a rir de si mesma. À vontade, em uma edição do telejornal neste ano, ela chegou a provar uma mistura exótica de café com manteiga ao vivo. "Misericórdia!", exclamou a jornalista.