Topo

Novela

A Dona do Pedaço


Agatha Moreira não quer redenção de Josiane: "Virei vilã que mata"

Agatha Moreira não quer redenção de Josiane - Victor Pollak/Globo
Agatha Moreira não quer redenção de Josiane Imagem: Victor Pollak/Globo

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

27/09/2019 13h19

Josiane tem aprontado muito em A Dona do Pedaço. Depois de roubar todo o dinheiro da mãe Maria da Paz (Juliana Paes), matar Jardel (Duio Botta), Lucas (Kainan Ferraz) e tentar matar Fabiana (Nathalia Dill), a megera ficará na miséria, mas não deixará de praticar suas maldades.

"Não quero redenção não. Mas entre o que quero e que o autor quer, existe uma enorme distância. Acabei de fazer uma cena agora um pouquinho diferente [das maldades praticadas pela personagem]", contou a atriz nos bastidores da novela, nos estúdios Globo, no Rio.

Agatha comemora o sucesso da sua vilã, diz que é abordada com frequência nas ruas e chegou a ser rejeitada por uma atendente de um restaurante por causa das vilanias de Jô.

"Onde vou não tem ninguém que não fale da Josiane. Ela foi me surpreendendo cada vez mais, falava no início 'quero ser vilã que mata', mas não sabia que ia ser, virei vilã que mata. Entrei num restaurante outro dia e a mulher falou: 'Não vou atender ela não, vai você'. E ela não foi mesmo", contou aos risos.

Depois do golpe na mãe e em outros personagens, Agatha acredita que Jô não tem jeito. "Ela vai se ferrando cada vez mais, é uma coisa atrás da outra. Quando você pensa que acabou, ela vai e dá um jeito de ser mais altiva e egoísta dentro daquela situação toda. Vão ter cenas legais e engraçadas. Quando a Josiane se ferra é muito bom, eu morro de rir. É muito engraçado essa parte tragicômica da personagem".

Sem dinheiro e falida, Josiane passará perrengues nos próximos capítulos de A Dona do Pedaço. Ela se muda para um cortiço no prédio que pertence a Carmelinda (Elizângela) e terá que se virar para arrumar emprego, vira vendedora de loja, vai trabalhar em restaurante e será feirante de uma barraca de peixe.

Com dó da filha, Maria da Paz aceitará mais uma vez o pedido de desculpas falso dela e dará a oportunidade de ela ganhar dinheiro como vendedora de bolo.

"Ela não tem uma consciência comum, ela acha que de algum jeito ela vai se dar bem. Existe ali uma falta de amor por essa mãe absurda, uma falta de empatia, não só pela mãe, como por todo mundo. Ela vai estar perto do que serve para ela naquele momento, do que é útil".

A cena da briga de Josiane e Fabiana que foi ao ar essa semana fez sucesso nas redes sociais. Após ser desarmada pela ex-noviça, Jô despencou da janela do segundo andar da fábrica, ficou internada e foi obrigada a transferir todo o seu dinheiro para Fabiana ainda no hospital.

"A gente fez parte da cena no estúdio e outra parte na cidade cenográfica na fábrica mesmo. É difícil a gente conseguir dar continuidade. Chegar lá no estúdio foi uma emoção e fazer na externa com a mesma emoção, só que só o início ou só o final da cena, sem fazer tudo. É uma loucura. Foi muito legal, minha dublê arrebentou. Gosto de fazer essas cenas ver como os dublês fazem, como a direção resolve essa coisa toda".
Josiane (Agatha Moreira) e Fabiana (Nathalia Dill) brigam em A Dona do Pedaço - Victor Pollak/Globo
Josiane (Agatha Moreira) e Fabiana (Nathalia Dill) brigam em A Dona do Pedaço
Imagem: Victor Pollak/Globo

Preguicinha de gritar

As cenas pesadas de Josiane sugam a energia da atriz, que admite cansaço. "O que me causa é muita exaustão, não só porque aqui são muitas horas, mas porque a Josiane é uma personagem muito diferente de mim. Ela tem muita energia. Nenhuma cena dela, ela está cansada ou exausta. Ela está sempre reagindo de uma forma muito furiosa. Ela está sempre brigando com alguém, tacando coisa. Tem cena que já penso: 'Meu Deus, que descarga de energia'. Tipo o dia de hoje: 'Ai, que preguicinha de gritar agora'. Sou muito calma, muito tranquila, você nunca vai me ver berrando com alguém, ela exige muita energia de mim".

Comparações com Carminha e Nazaré

Agatha comemora o sucesso de sua vilã e sente-se orgulhosa ao ouvir comparações com personagens tão marcantes da teledramaturgia.

"O que mais me atravessou foi quando o pessoal falou botando no mesmo lugar de Carminha [Avenida Brasil] , Nazaré [Senhora do Destino], que são personagens icônicos, que marcaram minha vida. Não conseguiria me colocar neste patamar, mas ver as pessoas me colocarem neste lugar, é muito bom".