Topo

Televisão


Estou me sentindo muito mal, diz Xuxa sobre não ter se despedido de Sherman

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio de Janeiro

18/10/2019 14h43

O corpo do ex-diretor da Globo Maurício Sherman foi velado na tarde de hoje no Cemitério da Penitência, no Caju, Rio de Janeiro e cremado em seguida.

Xuxa, que foi descoberta por ele como apresentadora infantil na época da extinta TV Manchete, lamentou não ter tido a oportunidade de se despedir dele.

"Soube há um mês que ele estava doente e falei 'vou visitá-lo' e eu não fui. Estou me sentindo muito mal. Vir aqui num momento que ele não pode ver que estou aqui, também me faz mal. Queria muito que alguém pudesse ter me falado há um mês, não imaginei que fosse uma coisa tão séria e tão rápida", disse Xuxa, que foi ao local acompanhada do namorado Junno Andrade.

Marcela Ribeiro/UOL
Imagem: Marcela Ribeiro/UOL

"Se você me perguntar a última vez que nós nos vimos foi num evento onde estava um monte de diretores e eu fui lá dar um beijo nele. Eu sempre o chamava de Vermelhinho. Foi muito rápido, com um monte de gente perto. Não estive com ele, eu o vi".

Se tivesse a chance de se despedir dele, Xuxa contou que pediria uns toques para Sherman.

"Primeiro ia continuar chamando ele de meu Vermelhinho, contar coisas da minha vida, perguntar coisas para ele que tenho certeza que ele ia me dar uns toques se eu estou certa ou errada. Ele tinha vontade de ajudar as pessoas. Ele era muito aberto a dar a opinião dele".

"Ele tinha a visão da televisão e a televisão mudou muito, né? Tinha a curiosidade de saber como ele está vendo a TV. Ia enchê-lo de perguntas", completou ela. Xuxa chorou bastante durante a cerimônia de despedida que aconteceu dentro de uma capela ecumênica.

Rosamaria Murtinho e Mauro Mendonça também estiveram no local. O ator contou que dois encenaram juntos a peça Evita.

"Ele era outra pessoa quando fazia no teatro alguma peça. Ele tinha aquela obrigação profissional de fazer na televisão, mas no teatro você tem a compulsão com seu ser maior. Ele foi um bom criador. Chamava a atenção pela capacidade intelectual, gosto, criatividade. Ele sabia lutar pelas ideias dele", disse Mauro.

"Ele vivia da arte. Viver com a arte alimenta as pessoas", completou Rosamaria.

Vários atores do Zorra estiveram no velório: Samantha Schmütz, Katiuscia Canoro e José Santa Cruz Santa Cruz foram algum deles.

Sherman morreu ontem, aos 88 anos, em sua casa, na zona sul do Rio, de complicações decorrentes de doença renal crônica.

Televisão