Topo

Famosos


Wanessa Camargo relembra sucesso de Zezé: "Baita de um trauminha"

30.abr.2016 - Durante show em comemoração aos 25 anos da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, no Espaço das Américas, em São Paulo, Zezé desce do palco para cantar com a filha Wanessa - Marcelo Brammer/Studio Brammer
30.abr.2016 - Durante show em comemoração aos 25 anos da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, no Espaço das Américas, em São Paulo, Zezé desce do palco para cantar com a filha Wanessa Imagem: Marcelo Brammer/Studio Brammer

Do UOL, em São Paulo

18/11/2019 07h55

Wanessa Camargo tinha nove anos quando o pai, Zezé Di Camargo, estourou nas paradas com É o Amor, música gravada ao lado do irmão, Luciano. Em nova entrevista à Quem, a cantora relembra a experiência.

"O que mudou foi o material, a gente não se tornou mais feliz por causa disso. Foi um baita de um trauminha, mas o que me ajudou foi minha família, meu pai", contou ela.

Ela não nega, no entanto, que o dinheiro ajudou em alguns sentidos. "Lógico que teve uma situação ou outra onde a gente podia ter uma dor ou uma tristeza, e não teve mais", disse.

"Meu pai não transformou só a nossa vida e dos meus avós paternos, ele transformou a vida dos meus avós maternos, dessa outra família. Muita gente mudou de vida", relatou ainda.

Trabalho e maternidade

Como filha mais velha, ela percebeu que este sucesso todo não veio sem suor. "Via que existia muito esforço, que não era glamour. Quando eu falo que amo fazer comprar de casa - e sim, sou eu que vou ao mercado -, é porque lembro de cada geladeira que a gente enchia", disse.

"A gente não passava fome, mas tinha limitações. Quando meu pai e minha mãe conseguiam encher a geladeira, era uma festa em casa. Me dava uma sensação de segurança ver a geladeira cheia", explicou.

Agora mãe de dois meninos, José Marcus (7 anos) e João Francisco (5 anos), Wanessa tenta passar para eles os valores que aprendeu. "Outro dia um dos meninos jogou um brinquedo no chão, eu peguei e falei: 'deixa a mamãe te explicar uma coisa', e contei a minha história", contou.

"É importante não dar demais para eles mesmo a gente tendo condição. É importante eles não terem sempre o querem para dar valor e não verem aquilo como sempre disponível, até porque pode ser que não seja mesmo", completou.

Ouça o podcast UOL Vê TV, a mesa redonda do UOL sobre televisão com os colunistas Chico Barney, Flávio Ricco e Mauricio Stycer.

Os podcasts do UOL estão disponíveis no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Famosos