Topo

Novela

A Dona do Pedaço


Ágatha Moreira sobre Josiane em A Dona: "Maltratar mãe foi pior que matar"

Maria da Paz e Josiane em A Dona do Pedaço -  Globo/Raquel Cunha
Maria da Paz e Josiane em A Dona do Pedaço Imagem: Globo/Raquel Cunha

Do UOL, em São Paulo

22/11/2019 09h14

Resumo da notícia

  • Para Agatha Moreira, cenas em que Josiane maltrata Maria da Paz foram mais difíceis de A Dona do Pedaço
  • Atriz diz que procurou Juliana Paes para "dar um longo abraço" após filmagens
  • Sobre reação do público, ela conta: "Sabiam diferenciar o meu trabalho de mim"

Para Ágatha Moreira, que viveu a vilã Josiane em A Dona do Pedaço, a cena mais difícil não foi nenhuma daquelas em que a personagem comete assassinatos. A atriz contou ao jornal O Globo que o peso emocional de maltratar sua mãe na trama, Maria da Paz (Juliana Paes), foi muito maior.

A cena em que Josiane expulsa a mãe de casa antes de roubar todo o seu patrimônio mexeu com Moreira, que contou ter procurado Paes para dar "um longo abraço" após as filmagens.

"Esse lado de mãe e filha mexeu muito mais comigo. Chorei muito", disse. "Minha mãe é mãe, né? Então, me elogia. Quando brincavam com ela na rua dizendo 'sua filha está má, hein?', ela dizia, 'minha filha, não, a Josiane, minha filha é a Agatha'".

Já sobre as cenas de assassinato, Moreira disse que acabou não se envolvendo muito. "Quando a gente faz cena de emoção, pode buscar coisas que já sentiu. Mas, quando mata uma pessoa, nunca passou por aquilo, não há como saber como agiria. Tudo que você cria é técnico. Tem dublê, são muitos takes, não tem como", justificou.

Reação do público e desfecho

A maldade de Josiane provocou confrontos tensos de Moreira com o público nas ruas — ao menos no começo da novela. "A princípio, as pessoas iniciavam a conversa naquele tom agressivo de 'você não pode fazer isso com a sua mãe'. Depois, falavam 'você tá mandando bem'", brincou.

"[Elas] mostravam que sabiam diferenciar o meu trabalho de mim. Isso tem a ver com as redes sociais. Se por um lado elas invadem sua privacidade, já que qualquer um pode publicar qualquer coisa sobre você, por outro nos aproximam do público", refletiu ainda.

"As pessoas te conhecem melhor, sabem como você é na vida pessoal e criam um entendimento e respeito pelo seu trabalho. Podia ter sido rejeitada e não fui. Mexemos com um lugar cultural muito forte, que é honrar a mãe", completou.

Sobre o final de Josiane, em que a personagem se converteu à religião evangélica, a atriz comentou: "Gostei. Ela foi má até quase o fim, quando virou uma nova personagem para mim. Nosso tempo de construção da história final foi curto, minha maior dificuldade foi passar isso para o público com sinceridade".

Ouça o podcast UOL Vê TV, a mesa redonda do UOL sobre televisão com os colunistas Chico Barney, Flávio Ricco e Mauricio Stycer.

Os podcasts do UOL estão disponíveis no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

A Dona do Pedaço