PUBLICIDADE
Topo

Núbia Óliiver: "Podia ter feito teste do sofá e estar em algumas emissoras"

Núbia Óliiver participa do Morning Show, da Jovem Pan - Reprodução
Núbia Óliiver participa do Morning Show, da Jovem Pan Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

10/12/2019 13h42

Convidada de hoje do programa Morning Show, da rádio Jovem Pan, a modelo, atriz e empresária Núbia Óliiver falou sobre assédio na televisão —recentemente, a Globo admitiu que está investigando denúncia de 'teste do sofá'.

Núbia revelou que já passou por incidentes do tipo, e que também foi convidada para o teste do sofá em sua carreira, porém não se sentiu ofendida.

"Essa coisa do politicamente correto está irritante. Se a gente fosse denunciar toda vez que a gente fosse chamada de gostosa dentro da televisão [...] Eu acho que quando é um assédio, é o passar a mão, é uma coisa agressiva, que vai me prejudicar. Agora qualquer elogio é assédio. Se estou trabalhando com você e você me elogia todos os dias aquilo é um assédio. Acho que não é por aí", explicou a modelo.

Óliiver ainda contou que nunca foi prejudicada por ter recusado se envolver sexualmente para conseguir algum trabalho.

"Eu presenciei, passei por isso, mas por hora nenhuma psicologicamente me fez mal, muito pelo contrário, me fez muito bem. É sua opção de escolha, eu poderia até ter feito o teste do sofá e estar em determinadas emissoras, mas não era escolha minha. Então optei por não fazer, levei aquilo como um elogio, então vamos reverter um pouquinho essas coisas de politicamente correto", finalizou.

Vício em sexo

A atriz ainda comentou sobre a sua luta contra o vício em sexo. "Era uma doença. Sofri muito. Era uma adolescente que estava descobrindo um monte de outras coisas e eu só pensava em sexo e tinha que fazer. Não era legal porque era uma parte compulsiva. E você começa a tomar remédio, vem os efeitos colaterais, que também não são legais. Depois vem a parte do desmame do remédio e é pior ainda", relatou.

Sobre o medo da compulsão retornar, a modelo disse que utiliza de alguns artifícios para se manter no controle.

"Esse medo existe para todos nós que passamos por um vício em algum período. Esse controle tem que existir o tempo todo, focar no exercício, em uma meditação, leitura e então você respira um pouquinho e volta para a normalidade", explicou.

Óliiver também comentou sobre a polêmica em torno de uma recente declaração sua, dizendo que prefere se relacionar com homens que são bem sucedidos financeiramente.

"Eu posso escolher o pobre, posso escolher o rico. Infelizmente ou felizmente hoje a gente vive em um mundo de ambição e, se eu tenho poder de escolha, eu vou escolher o que é bom. Não quero uma pessoa que me tire, como eu já tive pessoas que tiraram aquilo que é meu, que eu construí. Então se posso ter uma pessoa com uma capacidade financeira melhor do que a minha, eu vou escolher essa pessoa", disse.

Famosos