PUBLICIDADE
Topo

Televisão


Web comemora primeiro especial de Natal da Globo com Papai Noel negro

Milton Gonçalves será Papai Noel por um dia no especial Juntos a Magia Acontece, exibido no Natal na Globo - Estevam Avellar/Globo
Milton Gonçalves será Papai Noel por um dia no especial Juntos a Magia Acontece, exibido no Natal na Globo Imagem: Estevam Avellar/Globo

Do UOL, em São Paulo

25/12/2019 22h54

Internautas comemoraram a exibição de "Juntos a Magia Acontece", primeiro especial de Natal da Globo com Papai Noel negro, na noite de hoje. O personagem foi interpretado pelo ator Milton Gonçalves.

"Tô chorando horrores porque o tiozinho queria ser o Papai Noel, mas as pessoas não deixavam só porque ele é negro", escreveu um internauta, no Twitter. "Especial de Natal da Globo mostrando a galera que não deixa um negro ser papai Noel pela cor. Um racismo escancarado. Eu já estou chorando? Já. Porque dói e dói pra ca*****", lamentou um outro internauta.

A Globo resolveu apostar na representatividade, num país em que mais da metade da população é composta por pardos e negros e escalou o veterano Milton Gonçalves, 85 anos, para viver Papai Noel no especial de Natal Juntos a Magia Acontece.

"Acho maravilhoso. Estar aqui hoje e fazer esse personagem me emociona, É uma batalha de muitos anos, de séculos. A gente tem que eliminar o medo, que batalhar. Vou fazer o melhor Papai Noel que eu puder. Se ele fosse oriental também estaria do lado dele, se fosse índio, também. Como sou eu, melhor pra mim, né?", disse Gonçalves em entrevista ao UOL.

O especial gira em torno da família Santos, que perde sua matriarca às vésperas do Natal. A ausência repentina de Neuza (Zezé Motta) interfere na rotina da casa e faz com que o viúvo Orlando (Milton Gonçalves) desenvolva uma depressão.

Com essa lacuna, André (Fabrício Oliveira), filho de Neuza e Orlando, se afasta ainda mais da família e isso acaba interferindo na vida de sua irmã Vera (Camila Pitanga), uma mulher sobrecarregada com o trabalho, os afazeres domésticos e o desemprego do marido Jorge (Luciano Quirino).

Gravado em Marechal Hermes, subúrbio do Rio, o programa se passa no bairro vizinho, de Madureira e retratada bem os costumes dos moradores dessa localidades, onde ainda é possível ver vizinhos conversando nas calçadas de suas casas.

Televisão