PUBLICIDADE
Topo

Globo decide não renovar contrato com Aguinaldo Silva

Divulgação
Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

02/01/2020 16h35

O Grupo Globo anunciou hoje que não renovará o contrato do autor Aguinaldo Silva. A empresa informa que ele não tem novas obras previstas.

"Ao longo dos mais de 40 anos dessa parceria de sucesso, foram mais de 20 trabalhos em conjunto, entre os quais Império, que ganhou o Emmy Internacional de Melhor Novela em 2014", anuncia o texto.

Como autor, Aguinaldo Silva aparece creditado em 14 títulos da emissora: Partido Alto (1984), O Outro (1987), Vale Tudo (1988), Tieta (1989), Pedra Sobre Pedra (1992), Fera Ferida (1993, A Indomada (1997), Suave Veneno (1999), Porto dos Milagres (2001), Senhora do Destino (2004), Duas Caras (2007), Fina Estampa (2011), Império (2014) e O Sétimo Guardião (2018).

Ainda na emissora, o dramaturgo também é creditado como coautor e supervisor em obras importantes, como Roque Santeiro (1985) e Meu Bem Querer (1998).

Sua última novela na Globo, O Sétimo Guardião (2018), foi alvo de inúmeras críticas. A situação com a emissora piorou quando o autor foi cobrado por mudanças na trama e se recusou a alterar sua história. O desgaste com a instituição seguiu ao longo de 2019 com mais polêmicas nos bastidores.

Em seu blog no UOL, o colunista Mauricio Stycer afirmou que O Sétimo Guardião "não deixaria boas lembranças" em post de maio do ano passado.

"Pelos serviços prestados à teledramaturgia, Aguinaldo não merecia isso. Mas hoje acho que pagou caro pela insistência de levar adiante uma trama cuja autoria foi contestada na Justiça por seus alunos. Talvez para mostrar que era, de fato, o único autor de "O Sétimo Guardião", acabou escrevendo uma história com tantos problemas quanto o número de alunos que reivindicaram créditos. Frouxa, mal costurada, sem coerência, com personagens mal desenhados, atores desperdiçados, a novela sairá do ar sem deixar maiores lembranças", diz o texto do jornalista.

Naquele mesmo mês em que se tanto falava do fracasso da novela, Chico Barney, também colunista do UOL, ironizou o fato das fofocas dos bastidores terem mais relevância que o roteiro da novela em si. Lembram do Surubão de Noronha?

Muito do longe dos maus resultados que O Sétimo Guardião teve —média abaixo dos 29 pontos em São Paulo—, Aguinaldo Silva colecionou alguns números históricos dentro da emissora. A Senhora do Destino, por exemplo, teve média superior aos 50 pontos, um feito que não era repetido pela Globo desde os anos 1990 com O Rei do Gado.

Ouça o podcast UOL Vê TV (https://tvefamosos.uol.com.br/podcast/uol-ve-tv), a mesa redonda do UOL sobre televisão com os colunistas Chico Barney, Flávio Ricco e Mauricio Stycer.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Televisão