PUBLICIDADE
Topo

Delegado acionará Ministério Público após conversa sobre zoofilia no BBB 20

Mari conversa com brothers na área externa - Reprodução/Globoplay
Mari conversa com brothers na área externa Imagem: Reprodução/Globoplay

Colaboração para o UOL, em São Paulo

26/01/2020 21h00

O delegado e deputado estadual Bruno Lima (PSL-SP) demonstrou revolta com uma conversa entre Mari Gonzalez e Felipe sobre zoofilia na tarde de hoje, e afirmou que entrará com uma representação no Ministério Público sobre o caso. Os brothers comentaram a normalização da prática, que é crime, em alguns lugares do Brasil, e Mari causou polêmica ao dizer "para gente é anormal, mas para muita gente não é. E tudo bem também a pessoa querer comer um animal, tudo bem".

Em declaração oficial, Bruno Lima afirmou que tomará medidas legais imediatamente, e ressaltou que não é possível normalizar um crime de tal magnitude. "Sobre esse triste episódio no BBB, no qual duas pessoas batem papo sobre zoofilia, nossa equipe já está estudando as medidas legais para ver o que podemos fazer para não ficar só na teoria. Provavelmente vamos fazer uma representação para o Ministério Público do Rio de Janeiro. Zoofilia é crime, não é normal. Queria ver eles fazendo um resgate de um animal que foi estuprado e dizerem que é normal", lamentou. O advogado é conhecido do público como defensor das causas dos animais, e entrou com uma representação no MP no caso do cachorro morto dentro de uma das lojas da rede Carrefour.

Nas redes sociais, o público acusou Mari e Felipe de fazer apologia a zoofilia, e cobraram um posicionamento mais incisivo da dupla em relação ao crime.

Especial BBB20