PUBLICIDADE
Topo

Machismo está culpando Mari Gonzalez por uma traição que ela nem cometeu

Reprodução/Globo
Imagem: Reprodução/Globo

Gustavo Frank

Do UOL, em São Paulo

30/01/2020 15h16Atualizada em 30/01/2020 20h33

Um dos assuntos mais comentados sobre o Big Brother Brasil é o plano mirabolante de alguns homens, ou chernoboys — como bem já disse Bruna Marquezine e todo o Twitter —, de fazer com que Mari Gonzalez traia o noivo, Jonas, dentro da casa.

O intuito é que ela "se queime" com o público.

Embora eles já estejam sendo vistos como os "vilões" da edição, a frase "Se a Mari" é um dos assuntos mais comentados no Twitter hoje.

Na rede social, foi levantada a hipótese de que, caso ela traia o noivo, muitas consequências viriam — incluindo "votos para ela sair".

O problema é que muitas dessas pessoas não estão levando em consideração duas coisas importantes: a primeira é que Lucas, brother que está tentando seduzi-la, também namora. E a segunda, mas não menos importante — ela não fez absolutamente nada.

Essa narrativa (infelizmente) não choca, mas continua a decepcionar:

O atestado de país machista está entregue em horário nobre — e fora dele também:

Quem também está exausto?

É hora de chamar a Rihanna:

Um passo a passo para ajudar no entendimento das coisas:

O único "Se a Mari" possível:

Especial BBB20