PUBLICIDADE
Topo

Especial BBB20

BBB 20: Petrix evita falar com a imprensa ao chegar para depor no Rio

Rafael Godinho

Do UOL, no Rio

07/02/2020 14h37

Petrix Barbosa entrou rapidamente ao chegar, um pouco antes das 14h, para depor na Delegacia de Amparo à Mulher de Jacarepaguá, nesta sexta-feira (7), no Rio de Janeiro. O ex-BBB e o advogado dele não quiseram falar com a imprensa presente no local. O atleta está sendo investigado após acusações de ter assediado sexualmente Bianca Andrade, a Boca Rosa, e Flayslane, dentro do reality show. Segundo a delegada titular Gisele do Espírito Santo, quem conduzirá o caso é a delegada Catarina Noble.

"A Polícia Civil tomou ciência com os vídeos que estão circulando na mídia para a polícia instaurar um procedimento para apurar. Pelas imagens, é importunação sexual, que significa apalpar o corpo, esfregar as partes íntimas, sem violência. Tem pena de um a cinco anos de reclusão", explicou Gisele ao UOL.

Segundo Gisele, do ponto de vista jurídico, de nada adianta Bianca ter dito à produção do reality show que não se sentiu assediada pelo ex-brother. "Neste caso, independentemente da manifestação de vontade da vítima, o estado tem que agir. Temos que colher os depoimentos das meninas ainda. Elas terão que sair da casa. Ainda vai ser decidido se esperaremos que elas saiam do BBB. Caso seja averiguado o crime de importunação sexual, será encaminhado para o Ministério Público e deve demorar em torno de 30 dias para se ter uma conclusão", continuou.

Petrix estava visivelmente abalado e espantando com a repercussão e as consequências de suas atitudes dentro do Big Brother Brasil. "Ele está muito assustado com o rumo da história. Ele falou sob a orientação do advogado e agora precisamos ouvir as meninas", endossou a delegada Gisele.

O ginasta foi eliminado do reality show num paredão quádruplo, com 80,27% dos votos.

Petrix foi acusado de assédio em dois episódios diferentes. O primeiro, envolvendo Bianca, durante uma festa. O público pediu sua expulsão por ter chacoalhado a sister, que estava embriagada, e encostado em seus seios. Na semana passada, em outra festa, Petrix foi acusado de esfregar a genitália em Flayslane, enquanto a sister estava bêbada sentada no chão da casa.

Procurada, a assessoria da emissora de televisão carioca confirmou: "A intimação foi entregue nos Estúdios Globo".

Em seu perfil no Twitter, a Polícia Civil do Rio de Janeiro se manifestou sobre o assunto. "DEAMs atuando sempre no combate à violência contra a mulher", disse.

A assessoria do ex-brother informa que ele "se colocou à disposição para contribuir com as autoridades em elucidar os acontecimentos ditos polêmicos". Segundo eles, "o atleta esclareceu que nunca teve a intenção de importunar, constranger e, tampouco, magoar ninguém".

Petrix delegacia - Rafael Godinho/UOL - Rafael Godinho/UOL
Imagem: Rafael Godinho/UOL

Especial BBB20