PUBLICIDADE
Topo

Ticiane Pinheiro fala sobre culpa, separação e como Rafinha mudou Tralli

Ticiane Pinheiro e César Tralli com Manu, filha do casal, e Rafinha Justus - Reprodução/Instagram
Ticiane Pinheiro e César Tralli com Manu, filha do casal, e Rafinha Justus Imagem: Reprodução/Instagram

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

10/02/2020 12h00

Ticiane Pinheiro sempre acreditou que reconstruiria uma nova família após a separação de Roberto Justus. Em 2013, eles decidiram terminar o casamento de oito anos, mas a apresentadora do "Hoje em Dia" e do "Troca de Esposas" afirma, em entrevista ao UOL, que isso não a impediu de sonhar com um novo amor e de querer ter mais um filho.

"Sempre acreditei. Não é porque me separei que tenho trauma de casamento. Fui feliz durante oito anos e queria reconstruir a minha vida. Adoro rotina e ter uma pessoa ao meu lado para dividir. Eu busquei isso. Sou uma pessoa de namoros longos e gosto de família. Fico muito feliz de ter realizado esse sonho porque eu queria construir uma família e ter mais um filho", afirma a apresentadora, atualmente com 43 anos.

Ela se recorda que a parte mais dolorosa da separação foi pela filha Rafinha: "Falamos para ela que papai e mamãe se separaram, mas que continuávamos amigos. Foi a parte mais difícil. Em uma separação, todo mundo sofre, mas a criança mais. Mostramos para ela que somos amigos e só não moramos mais na mesma casa. E não somos mais namorados. Ela tinha só três anos. Graças a Deus, deu tudo certo".

A apresentadora conheceu o jornalista César Tralli, da Globo, e os dois se casaram no fim de 2017. Tici deu à luz sua segunda filha, Manu, no ano passado. Ela conta que Tralli nem sempre desejou ter filhos e diz o que aconteceu para isso mudar.

Quando começamos a namorar ele falava que não queria ser pai. Eu falava para ele que, independentemente se fosse comigo ou não, ele precisava ser pai. Ele não tinha vontade e hoje fala que foi a Rafa que começou a despertar isso nele

Tici explica que via no jornalista um lado paterno que nem ele mesmo se dava conta que existia. "César é um super amigão da Rafa. Ela brinca que ele é o Google dela porque tudo ela quer saber. Sempre soube que o César seria um super pai por conta da relação dele com a Rafa. Ele tem paciência, ensina, é carinhoso e brinca muito", comenta.

Maternidade e sensação de culpa

Ticiane Pinheiro amamenta Manu ao lado de Rafa - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Ticiane Pinheiro amamenta Manu ao lado de Rafa
Imagem: Reprodução/Instagram

Ticiane Pinheiro voltou ao "Hoje em Dia" três meses após o nascimento de Manu. Ela consegue conciliar o trabalho com a maternidade e, com as gravações do "Troca de Esposas", que acaba de estrear na Record. A apresentadora explica ter sido um tanto difícil deixar a filha em casa quando voltou ao trabalho, mas, como conseguiu equilibrar a sua agenda, ela conseguiu se adaptar com certa tranquilidade.

"Quando comecei a trabalhar, a neném já não estava mamando só no peito. Isso me deu alívio, de saber que eu não estava deixando de dar de mamar para trabalhar. Não foi um trauma. Quando estou trabalhando, não me sinto culpada porque faço isso para dar uma vida melhor para elas. Chego realizada em casa. É um espelho para a Rafa, que está com 10 anos e vê a mãe dela trabalhando e fazendo o que gosta", afirma.

Se eu sair para almoçar com as amigas ou se tem um happy hour eu me sinto culpada por não estar com elas. Quase não vou. Evito. César e eu sempre saímos para jantar quando a Rafa vai dormir no pai, uma vez por semana. Tento conciliar e ficar com elas o máximo de tempo. Deixei até de cuidar de mim, de ir ao cabeleireiro, fazer ginástica, porque no meu tempo livre eu quero estar com elas

O "paidrasto" César Tralli e desejo por mais filhos

C - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Cesar Tralli com a filha Manu logo após o parto de Tici Pinheiro
Imagem: Reprodução/Instagram

Rafinha entrou de tal forma na vida de César Tralli que, às vezes, a pequena até se confunde e o chama de pai. Mas Ticiane ressalta que Justus é ótimo pai e não tem do que se queixar.

"Roberto é super presente e a Rafa é apaixonada por ele, mas às vezes ela chama o César de pai sem querer e começa a rir. Ela se confunde, como qualquer criança. O César exerce bem o papel de 'paidrasto'. Ele diz que tem carinho de pai por ela, mas sabe que esse lugar é do Roberto", declara a apresentadora.

O sonho de mãe de Tici Pinheiro era ter dois filhos. Questionada sobre um terceiro, ela afirma que isso pode acontecer, mas não existe pressão para isso.

"A Rafa pede muito um irmão. Ela quer um menino. Ela fala, 'quero de presente de aniversário'. O César fala, 'mas a Manu acabou de nascer'. Não é uma coisa que a gente planejou, mas também não evitamos. Deixa a vida me levar. Se eu fosse mais nova eu falaria em esperar. Agora eu não tenho tempo de pensar. É deixar rolar. Se for para ter mais um, vai vir. Eu entrego na mão de Deus", diz.

Famosos