PUBLICIDADE
Topo

Martinho da Vila deixa faculdade no último ano: "Adorava trabalho em grupo"

Martinho da Vila - Claude Medale/Corbis via Getty Images
Martinho da Vila Imagem: Claude Medale/Corbis via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

13/02/2020 08h32

Martinho da Vila não vai concluir a sua formação de Relações Internacionais. O sambista anunciou que vai deixar o curso após três anos, quando faltava apenas um para completar a graduação.

Em entrevista à Quem, Martinho justificou a decisão dizendo que o último ano da faculdade foca em "preparar o aluno para o mercado de trabalho", o que nunca foi o seu objetivo. O cantor escolheu Relações Internacionais por sua função como embaixador da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

"Já realizo o trabalho de relações internacionais há algum tempo. Fui para a faculdade aprender mais e buscar conhecimento", explicou. "Fiz presencialmente e aproveitei cada etapa. Adorava fazer trabalho em grupo e ir para a casa dos colegas. Cumpri meu objetivo e ainda incentivei pessoas de mais idade a se matricularem num curso superior".

Martinho, de 82 anos, confessou que ultimamente anda desconectado do noticiário político. "A situação está complicada. Dei um tempo de jornal. Só leio superficialmente. Fico nervoso quando vejo o que acontece e ninguém age", contou.

"Mesmo em 1964, no período mais difícil que já vivemos, víamos músicas e peças mais engajadas. A preocupação com o futuro era maior, a juventude era ativa e fazia tremer", afirmou.

Famosos