PUBLICIDADE
Topo

BBB 20: Acusação de assédio e soberba foram fundamentais na saída de Pyong

Pyong foi eliminado nesta terça - Reprodução/TV Globo
Pyong foi eliminado nesta terça Imagem: Reprodução/TV Globo

Leandro Carneiro

Do UOL, em São Paulo

17/03/2020 23h35

Pyong Lee nunca escondeu que estava no "Big Brother Brasil" para jogar. Mas, ao mesmo tempo que dominava o game e as estratégias da casa, ele ignorou o público. Do lado de fora, a rejeição fez com que o hipnólogo fosse o oitavo eliminado do reality com 51,7% dos votos. Em mais de um mês de casa, ele deixou uma marca negativa pelo reality que teve direito a muita conversa que escutou atrás das portas, soberba e acusações de assédio.

Na segunda semana de fevereiro, ele teve seu principal erro dentro da casa, que gerou até seu "cancelamento" nas redes sociais. Na festa Guerra e Paz, Pyong tentou beijar Marcela a força. Para piorar, no mesmo evento, passou a mão na bunda de Flayslane. A situação gerou até uma investigação da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher.

Pyong ainda foi advertido após as meninas falarem, no confessionário, que não se sentiam agredidas pelo brother. O tema voltou a ser debatido em seu primeiro paredão, contra Guilherme. Mas quando tentaram levar a pauta para o ao vivo, tanto Guilherme como o hipnólogo foram cortados por Tiago Leifert. "Não vou deixar que você use isso como se fosse vítima, porque você não é. Você foi infrator", disse o apresentador.

Outro erro foi sua postura de certo modo arrogante. Foi ele quem pediu para encarar o paredão de hoje. Na festa, ao abordar o líder Felipe Prior, Pyong afirmou que queria enfrentar Babu. Nos dias seguintes, mesmo antes da indicação, sua soberba era grande e a certeza de vitória, que virou uma derrota e tanto.

"Eu não vou com dúvidas. Se eu for com o Babu, quero que ele saia. Eu já fui testado em outros paredões, e eu estou pronto pra enfrentar ele. A gente não sabe a leitura de outras pessoas, mas comigo sabemos. Eu não faço drama, mas eu protejo as pessoas. O Babu é fraco. Não quero esse anjo de forma alguma. Eu não estou indo pro paredão pra ser o machão, o mais forte, é porque não quero que alguém enfrente o paredão sendo uma incógnita."

Pyong ignorou uma das regras mais importantes do jogo e que Tiago Leifert sempre ressalta. O jeito mais fácil de permanecer no jogo é ficar longe do paredão. Ao pedir para ir para a berlinda, ele deu chance para o desconhecido e sua rejeição apareceu.

O hipnólogo já havia vencido um paredão contra Guilherme, quando teve quase 200 milhões de votos para sua saída, dado que ele não teve acesso. Nas vezes em que Babu permaneceu na casa, Pyong sempre ressaltou que isso só aconteceu por enfrentar "adversários fracos" como na última semana contra Victor Hugo.

Outro erro de Pyong que incomodou do lado de fora foi a postura sorrateira ao tentar espionar os colegas de confinamento. Em vários momentos, foi visto chegando discretamente para escutar o que os companheiros de jogo estavam conversando. Em uma situação, Bianca chegou a dar uma bronca por ele ficar olhando pela janela do líder. "Vou pedir para ele sair para gente ficar à vontade, que cara de pau."

Especial BBB20