PUBLICIDADE
Topo

Apresentador do JN internado com coronavírus começou carreira aos 14 anos

Marcelo Magno testou positivo para coronavírus - Reprodução
Marcelo Magno testou positivo para coronavírus Imagem: Reprodução

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

20/03/2020 12h07

O jornalista Marcelo Magno, de 37 anos, que foi diagnosticado com coronavírus e está internado em estado grave no Piauí, se orgulha em dizer que pôde representar o Piauí a entrar na bancada do Jornal Nacional, como parte do rodízio de apresentadores promovido pela Rede Globo.

"Quando criança, eu costumava brinca de apresentar o Jornal Nacional, ficava treinando em frente ao espelho. E hoje, essa lembrança é muito forte, e agora será uma realidade", disse ao site oficial da Rede Clube, filial da Globo em Teresina, na qual trabalha como apresentador do PITV1.

"Não tenho como descrever de tanta felicidade e emoção por mais uma vez representar nosso Piauí", afirmou, quando foi escalado para o JN pela segunda vez.

O profissional tem uma história longa no jornalismo. Ele começou com apenas 14 anos, como estagiário da Rádio Clube FM, ligada à emissora filiada à Globo. Em 2001, foi efetivado como repórter, aos 19 anos, e permaneceu na função até 2007, quando foi promovido a apresentador - ele também é editor-executivo do Piauí TV1.

Além da formação em jornalismo, ele também é advogado. Em fevereiro, ele comemorou o fato de ter se tornado mestre em direito pela PUC de Brasília. "Uma experiência maravilhosa. Deus me deu essa oportunidade, não poderia desapontá-lo", vibrou ele em suas redes sociais.

No último dia 8, ele comemorou o aniversário de um ano de seu filho, Marcelinho, a quem chamou de seu "príncipe". Ele também é pai de Marcela, Maria Eduarda e Maria Vitória.

Em janeiro deste ano, ao lado da mulher, Swellen Ramos, ele fez uma viagem pela Europa, passando por cidades como Lisboa e Paris. Eles também aproveitaram para celebrar o aniversário de Swellen no Santuário de Fátima, em Portugal.

Procurado pela reportagem do UOL, o chefe de reportagem da TV Clube, Pedro Santiago, preferiu não se manifestar sobre como a notícia da internação repercutiu entre os profissionais da emissora.

O hospital Prontomed Teresina, onde o jornalista está internado, divulgou um novo boletim médico nesta sexta-feira (20), no qual informa que o jornalista segue internado em estado grave, mas estável, e ainda respira por ventilação mecânica.

"Apresentou melhora hemodinâmica, não sendo mais necessário uso de drogas vasoativas nas últimas horas. A conduto segue mantida, seguindo as melhores evidências que temos para o tratamento dessa condição até o momento", diz o boletim.

Televisão