PUBLICIDADE
Topo

Fábio Assunção critica Jair Bolsonaro e pede cuidados frente ao coronavírus

Ator chamou presidente de "desprezível" e pediu dinheiro "às pessoas que não estão podendo gerar renda" - Rafael Campos/TV Globo
Ator chamou presidente de "desprezível" e pediu dinheiro "às pessoas que não estão podendo gerar renda" Imagem: Rafael Campos/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

25/03/2020 13h59

O ator Fábio Assunção reagiu com críticas hoje ao pronunciamento feito um dia antes por Jair Bolsonaro (sem partido), no qual o presidente da República criticou a imprensa e pediu a abertura de comércios e escolas em meio à pandemia do novo coronavírus.

Em sua conta no Instagram, Assunção divulgou um vídeo do Jornal da Globo que rebate os pontos divulgados por Bolsonaro. Além disso, pediu para que os seguidores sigam as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

"Sempre foi um sujeito desprezível, mas será que agora a nação consegue visualizar sua total incapacidade de liderar 210 milhões de pessoas? Os governadores, prefeitos, parlamentares, profissionais de saúde, cidadãos devem seguir as orientações da OMS e deixar esse presidente no lugar onde sempre esteve: na irrelevância de seus devaneios", criticou.

"Que ele tenha apenas a decência de assinar um papel autorizando repasse de dinheiro público e privado às pessoas que não estão podendo gerar renda, trancadas em casa, com contas a vencer. Precisamos todos nós nos ajudar", completou.

Por fim, o ator pediu para que as pessoas fiquem em casa durante a pandemia e divulgou números creditados à OMS a respeito dos casos do novo coronavírus até ontem. Entre eles, 372,8 mil infectados no mundo, com 16.231 mortos.

Famosos