PUBLICIDADE
Topo

'BBB 20': Ex-participantes deixam de lucrar até R$ 300 mil na quarentena

Guilherme, Victor Hugo e Daniel participaram do "BBB 20" - Reprodução/ Instagram
Guilherme, Victor Hugo e Daniel participaram do 'BBB 20' Imagem: Reprodução/ Instagram

Rafael Godinho

Do UOL, no Rio

04/04/2020 04h00

Resumo da notícia

  • O 'BBB 20' começou em meio à pandemia do coronavírus e isso influenciou no lucro dos ex-participantes
  • O UOL procurou especialistas e ex-BBBs para saber quanto eles deixaram de ganhar com a quarentena
  • Segundo um agente empresarial, um ex-BBB pode deixar de lucrar até R$ 300 mil no período de isolamento social
  • De acordo com profissionais da área artística, as presenças VIP e as campanhas publicitárias são as maiores fontes de renda deles
  • A alternativa usada pelos ex-participantes da atual edição do reality show da Globo é trabalhar como influenciador digital

Poucos participantes do "Big Brother Brasil 2020" tiveram chance de faturar depois da saída do reality show. A quarentena, em razão da pandemia do coronavírus, afetou o bolso dos ex-participantes, que geralmente garantiam agenda cheia ao deixar a casa, após o cancelamento de diversos eventos e fechamentos de lojas e shoppings. Segundo o UOL apurou com especialistas, eles deixaram de arrecadar até R$ 300 mil por mês.

Quando a edição entrou no ar na Globo, no dia 21 de janeiro, ainda não havia a preocupação com a chegada do vírus no Brasil, já que os casos estavam concentrados na Ásia. Lucas Chumbo, Petrix Barbosa, Hadson, Lucas, Bianca Andrade (a Boca Rosa) e Guilherme, os primeiros eliminados, conseguiram realizar trabalhos de presença VIP e anúncios publicitários.

A partir da saída de Victor Hugo, em 10 de março, seguida por Pyong, Daniel e Felipe Prior, a situação mudou: nenhum deles teve a chance de um encontro com os fãs ou mesmo de testar a popularidade nas ruas. Os brothers saíram do "BBB 20" diretamente para o isolamento social. O contato deles com o público e o retorno financeiro com a fama agora se limita à internet, via redes sociais, com publiposts.

Alternativas virtuais

Thiago Marques, sócio-diretor na Black Comunicação & Marketing, calcula um desfalque médio de R$ 300 mil mensais, com a soma do montante de todos os cachês de presenças VIP e realização de campanhas, adiadas justamente no período de maior exposição deles na mídia. "A alternativa é o uso das redes sociais, que crescem muito enquanto eles estão no ar", aconselha.

O agente Marcos Moraes, da MM Estratégia de Imagem, concorda que a alternativa principal tem sido trabalhar utilizando as centenas de milhares de seguidores conquistados no Instagram. "Mas é preciso analisar o anunciante e ver se a marca e o produto combinam com a imagem que queremos construir. Também tem que tomar cuidado para ter um espaço de tempo entre um anúncio e o outro, evitando a perda de seguidores", pondera.

Guilherme em entrevista ao 'Mais Você' - Reprodução/Globoplay
Guilherme em entrevista ao 'Mais Você'
Imagem: Reprodução/Globoplay

Guilherme está satisfeito com o gostinho da fama que teve antes da quarentena. "Foi apenas uma semana. Deu para lucrar, sim. Tive esse pouco tempo para trabalhar, mas ainda terá muita coisa boa. Tenho muitos trabalhos fechados, para quando acabar a quarentena. O melhor foi sentir o carinho dos fãs aqui fora", comemora.

Victor Hugo curtiu apenas três dias de fama antes de entrar na quarentena da Covid-19 - Reprodução/ Instagram
Victor Hugo curtiu apenas três dias de fama antes de entrar na quarentena da Covid-19
Imagem: Reprodução/ Instagram
Victor Hugo aproveitou ainda menos que Guilherme. Ele trabalhou apenas três dias antes da quarentena:

A sensação que tenho é de que ainda estou no confinamento do 'BBB'. O que me deixou mais feliz aqui fora foi receber o carinho dos fãs. Mas ainda não lucrei financeiramente com eventos porque foi tudo cancelado.

Cachês variados

Juliano Mendes, assessor de imprensa especializado em ex-BBBs, alerta que os valores dos cachês para uma presença VIP variam bastante. "Quanto mais tempo você fica no jogo, maior pode ser o seu cachê, que variam entre R$ 3.000 e R$ 10 mil. Os primeiros eliminados do programa sempre são os mais prejudicados", avalia.

Carol Peixinho lucra como influenciadora digital - Reprodução/ Instagram
Carol Peixinho lucra como influenciadora digital
Imagem: Reprodução/ Instagram
Juliano vai além e vê um crescimento geral nas propostas de trabalho virtual de ex-participantes de reality durante a pandemia. Além de cuidar de Daniel e Victor Hugo desta edição, Juliano é responsável pela imagem de ex-BBBs de outras edições. "O ex-BBB Diego Grossi, do 'BBB 14', tem aumentado bastante o número de solicitações de publipost nesse período de quarentena", afirma.

Carol Peixinho, da 19ª edição, continua lucrando até hoje como influenciadora digital. "Consigo trabalhar bastante desde a minha saída do 'BBB 19', mas sem dúvida os primeiros meses são incríveis para faturar, principalmente com presenças VIP. Os atuais deram o azar de que o encerramento deste programa coincide com este momento de crise econômica mundial e isolamento social, cenário de inseguranças e incertezas", opina.

Daniel ficou desapontado em não poder encontrar os fãs após sair do 'BBB 20' - Reprodução/ Instagram
Daniel ficou desapontado em não poder encontrar os fãs após sair do 'BBB 20'
Imagem: Reprodução/ Instagram
Daniel, que foi eliminado já com o país em quarentena, ficou decepcionado em não poder encontrar seus fãs. "Fiquei um pouco frustrado, sim. A internet deixa todos muito próximos, mas nada como dar um abraço apertado e sentir a energia de cada pessoa que torceu por ti. Eu quero ver todo mundo logo e dar muito amor para todo mundo, é uma das coisas que eu mais tenho vontade."

Especial BBB20