PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Flávio Migliaccio deixou peças inéditas escritas durante a quarentena

Flavio Migliaccio trabalhando durante a quarentena em sua última foto - Reprodução/Marcelo Miglaccio/Patrícia Kogut
Flavio Migliaccio trabalhando durante a quarentena em sua última foto Imagem: Reprodução/Marcelo Miglaccio/Patrícia Kogut

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/05/2020 16h30

Na manhã de hoje (04), Flávio Migliaccio foi encontrado morto em seu sítio em Rio Bonito, cidade no interior do Rio de Janeiro. O veterano ator de 85 anos tinha mais de 60 anos de carreira, onde conseguiu muito sucesso em todas as mídias nas quais trabalhou: cinema, teatro e televisão.

Mesmo com a idade avançada, ele não parou de trabalhar. De acordo com a jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, ele estava aproveitando a quarentena para criar mais peças de teatro.

Migliaccio deu uma entrevista para a coluna de Kogut na última semana, e comentou sobre o que estava fazendo durante o isolamento social imposto pelo novo coronavírus — já que ele fazia parte do grupo de risco.

"Eu praticamente passo o tempo todo escrevendo. Estou terminando a terceira peça desde o início do confinamento", relatou Flavio na ocasião. A coluna também publicou, na tarde de hoje, a possível última foto do ator antes de sua morte: em frente ao computador, escrevendo. O clique foi feito por seu filho, Marcelo Migliaccio.

Não há qualquer previsão de que esse material venha a público até o momento.

O último papel de Flavio na televisão foi como Mamede na novela Órfãos da Terra, exibida no ano passado na TV Globo. Na trama, ele era um imigrante árabe que vivia em guerra com o vizinho judeu, Bóris, interpretado por Osmar Prado.

Famosos