PUBLICIDADE
Topo

Saiba por onde andam os paquitos do 'Xou da Xuxa'

Os ex-paquitos  Claudio Henrich, Marcello Faustini, Alexandre Canhoni, Robson Barros e Egon Júnior - Reprodução
Os ex-paquitos Claudio Henrich, Marcello Faustini, Alexandre Canhoni, Robson Barros e Egon Júnior Imagem: Reprodução

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

06/05/2020 04h00

Sucesso no "Xou da Xuxa", os paquitos estrearam no programa em 1989. Enquanto as paquitas dançavam e eram responsáveis por cuidar das crianças que rodeavam a apresentadora no palco do programa, os assistentes de palco ajudavam Xuxa a descer da nave, a levar o café da manhã e também formavam um grupo musical.

Em 1990, os paquitos ganharam disco de ouro pela vendagem do único álbum com as canções: "Nova Onda", "Muito Prazer" e "Paquidance".

Os galãs dos anos 90 também fizeram sucesso no filme "Sonho de Verão" em que viviam romance com as paquitas.

Confira como eles estão atualmente.

Marcello Faustini

Marcello era um dos paquitos mais tímidos. Ele contou em uma live com a ex-paquita Andréa Sorvetão que viveu um namoro escondido com Bianca Rinaldi na época do "Xou da Xuxa". Faustini também namorou Deborah Secco quando ainda era paquito.

Depois do programa, participou de "Malhação", "Kubanacan" (2003) e fez uma participação em "Amor à Vida" (2013). Em entrevista ao UOL, Faustini explicou a pausa em sua carreira.

Tive uma síndrome do pânico durante dez anos, talvez por causa dos altos e baixos da carreira. Quando um grupo assim acaba, você se sente abandonado pelo público. Tinha pânico noturno, acordava passando mal, com taquicardia, achando que ia morrer

Em 2018, Marcello participou da quarta temporada de "Dancing Brasil", da Record, comandado por Xuxa.

Atualmente Marcello, 48 anos, é cantor e lançou um EP com regravações de canções internacionais, entre elas, "Fly Me to the Moon" (Frank Sinatra), que teve um clipe gravado por ele em Nova York.

Claudio Henrich

Pouco tempo depois que deixou o "Xou da Xuxa", ele estreou em "Malhação" (1995) com o personagem Dado, um professor de judô. Claudio atuou em várias novelas, fez sucesso em "Uga Uga" (2000) com o papel de Tatuapu.

Trabalhou ainda em "Coração de Estudante" (2002), "Prova de Amor" (2005), "Os Mutantes" (2008) e "Bela, a Feia" (2010). O último papel dele em novela foi em "Pecado Mortal" (2013).

Atualmente, o ex-paquito, de 47 anos, formado em Jornalismo e Cinema, é professor de jiu-jitsu e fez uma participação esse ano no programa "A Vila", com Paulo Gustavo no Multishow. Ele tem um filho, Karl, fruto do casamento com Cláudia Colpo. Fã de esportes, ele costuma praticar surfe e windsurfe com os amigos.

Egon Júnior, o Gigio

My world in one pic!

Uma publicação compartilhada por Egon Barbosa (@egon_barbosa) em

O gaúcho foi um dos primeiros paquitos selecionados para o "Xou da Xuxa", aos 17 anos.

"A gente se divertiu muito, tem a história de aprender televisão, foi muito legal porque a gente entrou no momento em que tudo era no comecinho. A gente enchia balão em quarto de hotel, já fui palhaço em show, vendia bottons nos shows para arrecadar dinheiro para a produção", lembrou ele em entrevista à Andréa Sorvetão.

Ele disse que mesmo com a fama, pegava três ônibus para gravar o programa no estúdio, que ficava no Jardim Botânico, na zona sul do Rio.

É uma época que você começa a ficar conhecido, mas não grana, estrutura nenhuma e o imaginário das pessoas quando você está na televisão é que você é rico e é completamente inverdade

Após deixar o "Xou da Xuxa", ele participou da novela "Despedida de Solteiro". Fez faculdade de marketing e atualmente lidera uma área de inovação de uma multinacional.

Egon está com 50 anos, mora em Bruxelas, na Bélgica, com a mulher, a engenheira Fernanda, e tem um casal de gêmeos, chamados Manuela e Bernardo, de 13 anos.

"É ótimo aqui, mas tem coisas no Brasil que são únicas. Aqui é frio demais, você passa oito meses encasacado, mas tem qualidade de vida superior da média, tem segurança que é impagável, não tenho nenhum receio de andar na rua".

Alexandre Canhoni, o Xand

Conhecido como Xande Xiquito, ele era o vocalista do grupo. Após deixar o "Xou da Xuxa", ele gravou o CD intitulado "Xande, vem dançar".

Em 1995, Alexandre se tornou evangélico. Em sua rede social, costuma pregar a palavra, é missionário na África há 20 anos e tem distribuído cestas básicas aos moradores de rua de São Paulo durante o período de pandemia.

"Temos 19 filhos adotados e 12 netinhos", contou ele sobre sua missão na África em live com Ana Paula Almeida.

Atualmente, Alexandre é casado, tem um canal no Youtube com mais de 10 mil inscritos e é cantor e compositor gospel.

Robson Barros, o Rob

Ex-paquito Robson Barros, o Rob - Reprodução - Reprodução
Ex-paquito Robson Barros, o Rob
Imagem: Reprodução

O paquito Rob estreou no "Xou da Xuxa" aos 16 anos e foi o primeiro a deixar o programa, em 1993. Em entrevista ao "Programa do Porchat", em 2018, ele lembrou essa fase de sucesso da carreira.

Não conseguia almoçar sem parar umas quatro, cinco vezes para poder dar autógrafo, tirar foto

Robson lembrou que durante um show em Juiz de Fora, as fãs arrombaram a porta de um clube para agarrá-los. "Alguém foi pego todo arranhado".

Depois que saiu do programa, ele montou uma agência de eventos em São Paulo, voltada para o mercado corporativo.

Robson é casado e é pai de quatro filhos.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi publicado, Robson é casado e é pai de quatro filhos. A informação foi corrigida no texto.