PUBLICIDADE
Topo

Heidi Klum detalha momento de apreensão com sua saída repentina do AGT

Heidi Klum durante o iHeartRadio Music Awards 2019 - Reuters
Heidi Klum durante o iHeartRadio Music Awards 2019 Imagem: Reuters

Do UOL, em São Paulo

21/05/2020 14h34

Heidi Klum detalhou o período que precisou se afastar repentinamente das gravações do "America's Got Talent" por estar com suspeita de coronavírus. Ela teve dificuldade para fazer o teste e acabou deixando a produção do programa da rede americana NBC apreensiva.

Em março, a modelo esteve ausente das gravações de alguns episódios da fase de audições na 15ª temporada da atração. Apesar de seu teste ter dado negativo para o coronavírus, ela contou para a revista People que demorou muito tempo para obter o resultado.

"Se você voltar no tempo, já se sabia que havia algo, mas estávamos filmando todos os dias com pessoas e público. Não havia distanciamento social, ninguém sabia muito sobre isso", relembrou.

Ela contou mais detalhes sobre quando se afastou das gravações: "Fiquei doente em 10 de março. Eu estava com febre e dor de garganta, então contei à produção, imediatamente o médico me examinou e disse: 'Sim, você está com febre' e fui dispensada".

A produção, então, pediu para Klum fizesse o teste o mais rápido possível. "Eu tentei e fui na busca pelo teste. Eu não sabia que não havia testes em lugar algum. Estava apenas perguntando a todos, porque nos disseram que existem testes para todos [...] Obviamente, eles [equipe do programa] estavam todos nervosos lá também."

A modelo também descreveu seu momento de apreensão antes de saber o resultado. "Quando você está doente e não está melhorando, você pensa: 'Sim, eu posso ter isso porque não pude fazer um teste. Depois que fiz, demorou semanas para saber [o resultado], o que obviamente é normal porque havia tantas pessoas fazendo a mesma coisa. Demorou um pouco, então eu não podia realmente contar às pessoas, porque não sabia [o que era]."

Para finalizar seu relato, Klum disse: "Tudo aconteceu tão rápido em todos os lugares. Acho que todo mundo estava realmente assustado porque você assistia ao noticiário e dizia: 'Uau, isso não está acontecendo apenas aqui. Isso está acontecendo em todos os lugares'." Era como se você estivesse assistindo a um filme ruim. Ainda estamos assistindo aquele filme ruim, muitas semanas depois".

Televisão