PUBLICIDADE
Topo

Adnet imagina Bolsonaro no PT após vazamento: 'Proletariado acima de todos'

O ator Marcel Adnet imita Bolsonaro no quadro "Sinta-se em Casa" - Reprodução/Twitter
O ator Marcel Adnet imita Bolsonaro no quadro "Sinta-se em Casa" Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

02/06/2020 22h27

O humorista e ator Marcelo Adnet imaginou, no seu programa diário "Sinta-se em Casa", como seria o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no PT. Hoje, após hackers vazarem informações do presidente e de seus filhos, o chefe do Executivo foi filiado ao partido oposicionista por internautas.

No quadro, o global ainda imitou William Bonner e Renata Vasconcellos, além de 'incorporar' uma versão tupiniquim do ex-primeiro-ministro inglês Winston Churchill, que foi assunto ontem depois que Eduardo e Flávio Bolsonaro replicaram uma declaração falsa do britânico.

Usando uma jaqueta vermelha, Adnet brincou com uma versão "comunista" do presidente.

"No STF, vou botar um ministro terrivelmente sindicalista e antirracista, porque sem essa luta tudo será em vão. E se ficar com quebra-quebra, vou partir para cima. Estou falando dos bancos! Vamos ajudar", ironizou Adnet, falando ainda sobre aliança com centrão e "ciência acima de tudo, proletariado acima de todos".

Já como Churchill, falando em inglês, o ator brincou que falou sobre os antifascistas que arrombarão lojas e gravarão tudo nos celulares. Ele ainda citou trechos de músicas como "Pimpolho", do Art Popular, como declarações do ex-ministro, que morreu em 1965.

Veja abaixo:

Famosos