PUBLICIDADE
Topo

Rita Cadillac faz 66 anos e lamenta: Não tem entrado um real na minha conta

14.mai.2020 - Retrato de Rita Cadillac em sua casa durante pandemia de Covid-19 - Simon Plestenjak/UOL
14.mai.2020 - Retrato de Rita Cadillac em sua casa durante pandemia de Covid-19 Imagem: Simon Plestenjak/UOL

Do UOL, em São Paulo

14/06/2020 15h46

Rita Cadillac completou 66 anos ontem. Mas parece que na atual pandemia não tem tantos motivos para comemorar. Em depoimento à revista Veja, a ex-chacrete falou sobre sua realidade durante a pandemia e lamentou a falta de trabalhos.

"Não tem entrado um real na minha conta", confessou a atriz, que ainda lamentou os ataques que vem recebendo desde que tornou público o auxílio de R$ 600 que recebeu do governo.

"Chorei com as agressões que sofri por ter recebido o auxílio emergencial. Não fui eu que me aprovei, foi o governo. As pessoas têm de ponderar, não sou considerada uma artista de classe A, minha casa é simples, moro de aluguel", ponderou.

Em entrevista ao UOL em maio, Rita diz ter pago a internet, luz e parte do aluguel com o benefício do governo.

No depoimento à Veja, ela ainda se abriu sobre a aflição com a pandemia e da duração cada vez mais longa do isolamento social.

"No início da quarentena fiquei com medo, mas não estava tão tensa quanto estou agora. Você começa a saber de pessoas que morreram e fica angustiada. Ontem à noite me disseram que a dona de uma floricultura aqui perto faleceu de Covid", conta ela, que tem usado suas redes sociais para promover os comércios locais do bairro de Santa Cecília, onde ela vive em SP.

"É muito duro porque não sei o que vai ser de agora para a frente. Nunca imaginei que iria passar por uma coisa dessa, que impede a gente de sair, ver os amigos e trabalhar. É horrível, você fica triste, mas ao mesmo tempo agradece a cada dia que acorda e está viva."