PUBLICIDADE
Topo

Famosos

'Trabalhei muito pra ter o que tenho', diz Márcio Poncio sobre vida de luxo

Pastor Marcio Poncio - Reprodução/Instagram
Pastor Marcio Poncio Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/06/2020 21h43

Pai de dois influencers, Saulo e Sarah — que volta e meia estão no noticiário de celebridades —, o pastor Márcio Poncio, em entrevista ao site "GQ", falou sobre a vida de luxo que leva, além do trabalho religioso que realiza, enquanto administra sua empresa de cigarros.

A vida de luxo da família Poncio chama a atenção, e o pastor foi questionado sobre suas posses. "Veja bem, desapego material não quer dizer que tenhamos obrigatoriamente um padrão de vida a seguir. Por que não viver no luxo se tudo que tenho é fruto do meu trabalho e do meu esforço? Eu trabalhei muito para ter o que tenho. Ainda trabalho muito mesmo tendo idade. O desapego material começa a ser importante quando valorizamos mais coisas do que pessoas. Aí sim tem coisa errada", filosofou.

Poncio esclareceu uma informação que ele mesmo havia dado no começo da pandemia do novo coronavírus: a de que toda a sua família havia sido contaminada. "Todos estão bem. Aconteceu que alguns de nós começamos a ter uns sintomas que poderiam ser comparados aos do coronavírus, mas todos fizemos exames, testes e deu negativo para todos nós. Continuamos cumprindo o isolamento social e tivemos a confirmação do médico da família que foi uma virose", revelou.

Em seguida, falou sobre as várias notícias do qual sua família é alvo: "Já fui e frequentemente sou alvo de mentiras. Não adianta mentir falando que nunca fiquei irritado. Já li inverdades absurdas. Hoje em dia, não me preocupo. Não perco meu tempo e nem me desgasto com coisas que não merecem minha atenção", frisou o pastor.

Conversão do filho e contradições

Saulo Poncio, filho de Márcio, se envolveu em várias polêmicas em seu casamento com Gabi Brandt, incluindo diversas acusações de traição. Recentemente se converteu à religião. Questionado se deu conselhos ao filho, Poncio afirmou que sim. "Muitos! Mas o conselho maior quem deu a ele foi Deus que tocou o coração de um jeito tão forte que mudou a vida dele de cabeça para baixo. Sempre conversei e aconselhei meus filhos, mas já são adultos que tomam decisões de suas próprias vidas", ponderou.

Sendo pastor, disse crer que muita gente enriquece às custas dos fiéis. "Eu acredito que existem pessoas de caráter duvidoso em todas as religiões. O problema não é ser pastor, padre, pai de santo... O que faz alguém transformar a fé em um comércio é o caráter, e de mau caráter o mundo está cheio, né?."

A aparente contradição entre o serviço religioso e a fábrica de cigarros comandada por ele também foi abordada na entrevista a GQ. "Acredito que todos temos livre arbítrio. Nós sabemos o que está na Bíblia. Temos as lições do Senhor em nossas mãos. Seguir total ou parcialmente é uma escolha individual e eu não sou ninguém para julgar isso", comentou.

Igreja aberta aos LGBTs

No ano passado, o pastor Poncio celebrou um casamento gay em sua congregação, o que atraiu críticas e elogios na web. Ele diz que sua igreja deve ser mais aberta aos LGBTs. "São humanos como todos. Não faz sentido separá-los dos demais. Não somos juízes de nada".

Por fim, questionado sobre seus orgulhos e arrependimentos na vida, respondeu: "Me orgulho da minha família, das minhas conquistas profissionais e de tudo que conquistei com meu esforço. Vim de baixo e hoje consigo dar conforto para os meus. E não gosto de falar em arrependimentos. Toda vivência traz aprendizado, logo é válida", destacou.

Famosos