PUBLICIDADE
Topo

Didi brigou com Dedé? Tudo que você queria saber sobre Renato Aragão

Renato Aragão - Reprodução
Renato Aragão Imagem: Reprodução

Leonardo Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

01/07/2020 04h00

Depois de 44 anos, Renato Aragão não é mais funcionário da TV Globo. O humorista, que será eternamente lembrado como o Didi de "Os Trapalhões", publicou no Instagram sua despedida citando "novos tempos, parceiros, projetos e desafios". Para quem é fã, uma boa notícia: ele não vai parar de trabalhar.

E para quem o acompanha há décadas, mas tem menos de 50 anos, estamos aqui para lembrar: Renato tem uma biografia prolífica como ator, diretor, redator e produtor de programas, que já era grande quando ele estreou na emissora carioca quanto tinha mais de 40 anos de idade.

Veja abaixo tudo o que você precisa saber sobre ele.

Onde Renato nasceu?

Renato Aragão nasceu em Sobral, no Ceará, em 13 de janeiro de 1935. Filho do escritor sobralense Paulo Ximenes Aragão e da professora Dinorá Lins, ele era uma criança retraída e viveu em um ambiente cercado por referências culturais e artísticas. Só iniciou a carreira no meio aos 25 anos.

Renato Aragão 01 - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Em que ele é formado?

É bacharel em direito, formado na Faculdade de Direito do Ceará em 1961. Muitos não sabem, mas Renato também tem formação militar. Em 1955, tornou-se oficial do Exército (segundo-tenente) de infantaria formado pelo CPOR (Centro de Preparação de Oficiais da Reserva).

Renato Aragão se forma em direito - Reprodução - Reprodução
Renato Aragão se forma em direito
Imagem: Reprodução

Como virou artista?

Renato sempre devorou artes e cinema. Mas sua carreira só começou em 1960, depois de vencer um concurso de realizador (produtor, diretor e redator) para a recém-inaugurada TV Ceará, em Fortaleza. Lá, ele produziu e atuou no programa "Vídeo Alegre", onde criou o sagaz nordestino Didi.

Eu precisava de um pseudônimo bem simples e sonoro, como era Oscarito, e pintou essa ideia, do nada, como muitas das minhas invenções
Renato Aragão na biografia "Renato Aragão: Do Ceará para o coração do Brasil

Como Renato criou o humor dos Trapalhões?

Contratado pela TV Tupi do Rio em 1964, ele conheceu Dedé Santana nessa época, quando começaram a trabalhar juntos. Renato também participou de produções na Record e TV Excelsior, onde criou em 1966 o programa "Os Adoráveis Trapalhões", embrião de "Trapalhões".

Fazendo humor adulto e ingênuo, cheio de improvisos e influenciado por Grande Otelo e Oscarito, o grupo era formado por Renato, Dedé, Wanderley Cardoso, Ivon Cury e Ted Boy Marino.

"Os Adoráveis Trapalhões" - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Como nasceram os Trapalhões?

Em 1971, Renato Aragão foi parar na Record, onde fez o programa "Os Insociáveis", no qual o grupo encontrou sua formação clássica: Didi, Dedé, Mussum e, posteriormente, Zacarias. Antônio Carlos Bernardes Gomes, o Mussum, era integrante do grupo Originais do Samba e já participava de programas. Já Zacarias (Mauro Gonçalves) fez parte do elenco de também na Record, onde interpretava o garçom Moranguinho.

Como eles foram para a Globo?

Em meados dos anos 1970, os Trapalhões já faziam grande sucesso, no cinema e TV, e por isso foram contratados pela Tupi em 1974, para estrelar um programa de três horas de duração que teria o mesmo nome com o qual passariam a se apresentar: "Os Trapalhões". Com o sucesso de audiência, a Globo não perdeu tempo e logo contratou os humoristas. Foi o início de uma era.

Por quantos anos Renato ficou no ar com os Trapalhões?

Foram 21 anos de "Os Trapalhões, 18 deles na Globo. Na maior parte do tempo, o programa foi exibido aos domingos antes do "Fantástico", no qual bateu recorde de audiência. O formato clássico de esquetes marcou época e, com os anos foi sofrendo, alterações. Na Globo, Renato também virou embaixador da Unicef ao liderar desde os anos 1980 a campanha beneficente "Criança Esperança".

Quantos filmes Renato fez?

Considerando o período pré-1974, quando Didi e Dedé já faziam parceria, Renato Aragão lançou 50 filmes, que levaram dezenas de milhões de brasileiros aos cinemas —inclusive nos anos 1980, época de vacas magras para a produção nacional.

Seus maiores sucessos foram "O Trapalhão nas Minas do Rei Salomão" (5,8 milhões de espectadores), "Os Saltimbancos Trapalhões" (5,2 mi) e "Os Trapalhões na Guerra dos Planetas" (5,1 mi).

Por que os Trapalhões acabaram?

Porque o elenco sofreu duas tristes baixas e perdeu apelo. Zacarias morreu em 18 de março de 1990, aos 56 anos, vítima de uma infecção no pulmão. Quatro anos depois, no dia 29 de julho, Mussum também morreu, aos 53, após complicações decorrentes de um transplante de coração. O programa saiu do ar em agosto de 1995, sobrevivendo com reprises até 2000.

O que Renato fez desde então?

Ele continuou interpretando Didi na sitcom "A Turma do Didi", exibida entre 1998 e 2010, que também trazia o ex-parceiro Roberto Guilherme (Sargento Pincel) e, em 2008, Dedé Santana. Nessa fase, ele continuou fazendo participações especiais e atuando em filmes. O último foi "Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood" (2017). Nos últimos tempos, adaptando-se aos novos tempos, Renato tem virado "influencer".

22.jun.2008 - Dedé Santana (de chapéu e barba) aparece disfarçado no programa que marcou o reencontro com Didi, dez anos após a estreia de "A Turma do Didi" - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Por que Didi e Dedé brigaram?

Eles dizem nunca ter brigado de fato. Mas houve dois episódios. O primeiro, mais grave, em 1983, quando Dedé, Mussum e Zacarias se separaram de Renato após a revista "Veja" publicar uma reportagem que evidenciou seu status de estrela no grupo, com diferença salarial. Na época, Dedé e colegas chegara até a montar uma produtora rival. Mas, pouco tempo depois, eles se reconciliaram.

1994 - Os comediantes Didi (à dir.) e Dedé Santana no ginásio do Ibirapuera para a gravação programa especial Criança Esperança - Vicente Grecco/Folhapress - Vicente Grecco/Folhapress
Imagem: Vicente Grecco/Folhapress

Por que Didi e Dedé brigaram pela segunda vez?

A segunda briga foi, na verdade, mais um afastamento que terminou em climão, devido a declarações que ambos davam à imprensa. Dedé saiu da Globo e foi para Record. Em 2005, chegou ao SBT, onde protagonizou o programa "Dedé e o Comando Maluco", que chegou a superar "A Turma do Didi" no Ibope. Aos poucos, eles voltaram a se falar e selaram a paz em 2004, durante o "Criança Esperança".

Dedé Santana beija Renato Aragão - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Renato subiu mesmo na mão do Cristo Redentor?

Sim, o gif abaixo não é montagem. Em 27 de agosto de 1991, ele subiu por dentro do Cristo Redentor para beijar a mão da estátua, um sonho que realizou no programa comemorativo de 25 anos do grupo.

Uma curiosidade

Voltando no tempo: você sabia que, em 1958, quando ainda estudava direito e voltava em um voo de Recife para Fortaleza, Renato sobreviveu a um acidente de avião na região do Serrotão, próximo ao aeroporto de Campina Grande (PB)? Ele e um amigo ajudaram outros sobreviventes e andaram pela mata até uma cidade próxima, onde souberam que haviam sido dados como mortos. Das 40 pessoas a bordo, 13 (11 passageiros e 2 tripulantes) morreram.

TV e Famosos