PUBLICIDADE
Topo

Dados de Manu Gavassi e outros ex-BBBs são usados para auxílio emergencial

Nome de Manu Gavassi consta como beneficiária do auxílio emergencial; assessoria da cantora nega pedido e diz que denunciou à autoridade policial - Reprodução
Nome de Manu Gavassi consta como beneficiária do auxílio emergencial; assessoria da cantora nega pedido e diz que denunciou à autoridade policial Imagem: Reprodução

Bruno Thadeu

Colaboração para o UOL, em Santos

09/07/2020 17h03Atualizada em 09/07/2020 18h40

São mais de 620 mil pessoas que receberam irregularmente o auxílio emergencial pago pelo governo durante a pandemia da covid-19, e há registros de personalidades cujos dados constam na lista de beneficiários do valor de R$ 600. São os casos de Rafael Ilha e das ex participantes do BBB 20 Manu Gavassi, Ivy Moraes e Flayslane.

Esses quatro famosos comunicaram que jamais solicitaram o auxílio e que seus nomes foram registrados sem que soubessem.

A assessoria de imprensa de Manu Gavassi comunicou que a cantora acionou sua advogada assim que soube da existência de seus dados no sistema e que "os fatos foram denunciados à autoridade policial". O inquérito já foi instaurado pela advogada Isabela Borges, informa a assessoria.

Ivy Moraes também teve seu nome aprovado para recebimento das parcelas de R$ 600 do benefício.

A mineira, que conta com 3,8 milhões de seguidores no Instagram, se tornou um dos nomes mais requisitados para publiposts (ações comerciais nas redes). Atualmente, Ivy apresenta marcas de diferentes segmentos, como lojas de roupa, bebidas alcoólicas e próteses capilares.

"A Ivy tomou conhecimento de que seu nome foi usado para obter o auxílio e já pediu para que seus dados sejam retirados imediatamente", informou a assessoria da modelo.

Outra participante do reality show da Globo, a cantora Flayslane Raiane se pronunciou após ter seu nome na lista dos aprovados do auxílio emergencial.

"Bom, eu não sei do que se trata, não sei nem como funciona. Eu nunca procurei saber. Não pedi isso. É isso. Não pedi", disse.

Ganhador de A Fazenda 10

Ganhador do prêmio de R$ 1,5 milhão de A Fazenda 10, em 2018, Rafael Ilha teve seus dados aprovados para o recebimento de R$ 600 do auxílio emergencial.

A segunda parcela do benefício com os dados de Rafael Ilha foi interrompida após "divergências cadastrais". Na página da Caixa Econômica Federal, o travamento do benefício é justificado da seguinte maneira: "Seu cadastro foi identificado com indícios de desconformidades com a Lei 13.982/2020 e está sendo reavaliado".

Por meio de sua assessoria de imprensa, Rafael Ilha disse ao UOL que não pediu o benefício e que desconhece como seus dados foram parar no auxílio.

Dados de MC Gui e Neymar também foram usados

Os dados do cantor MC Gui e do atacante Neymar também foram aprovados pelo programa assistencial do governo. Ao UOL, o pai de MC Gui, Rogério Alves, informou que o filho jamais solicitou o benefício, havendo fraude no sistema.

A assessoria de Neymar destacou que o atleta também foi alvo de fraudadores. O benefício chegou a ter uma parcela liberada, mas agora está sob avaliação após denúncia.

Fraudes geram rombo de mais de R$ 1 bilhão

O Tribunal de Contas da União (TCU) calcula que as liberações indevidas para mais de 620 mil registros devem representar R$ 1,28 bilhão de prejuízo aos cofres públicos.

O TCU determinou ao Ministério da Cidadania que indique os controles a serem implementados para reduzir as inconsistências identificadas nas análises do auxílio emergencial.

O benefício é concedido pelo Governo Federal para socorrer desempregados, microempreendedores e autônomos neste período de pandemia.

TV e Famosos