PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Fábio Assunção reflete sobre vícios: 'O medo me acompanha sempre'

Fábio Assunção durante evento; ator falou sobre o tratamento de seus vícios - Divulgação
Fábio Assunção durante evento; ator falou sobre o tratamento de seus vícios Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

17/07/2020 12h32

Fábio Assunção nunca escondeu do público seus problemas com o uso de drogas. Reafirmando que as situações passadas envolveram o álcool e a cocaína, o ator contou que o medo de passar por uma recaída é constante.

"Essa é uma questão que pauta a vida de qualquer pessoa que tem compulsão. O medo me acompanha sempre. Sei que não posso dar brechas e que há situações em que preciso ser firme e dizer não. Por exemplo: posso beber, mas tomei a decisão este ano de não ingerir nenhuma gota de álcool", disse Assunção em entrevista à Veja.

O ator também contou que o caminho para controlar o vício foi longo e passou por internações em clínicas de reabilitação e sessões de análise.

"Isso é subjetivo, mas o meu passou por sessões de análise, acompanhamento com psiquiatra e temporadas em clínicas no Brasil e nos Estados Unidos. Todas as minhas internações foram voluntárias. Há 12 anos passei 40 dias em uma clínica no Arizona. Dois anos depois, fiquei quatro meses em outra em São Paulo. Sigo fazendo terapia até hoje", relembrou.

Quarentena sozinho

Aos 48 anos, Fábio Assunção tem passado a quarentena provocada pela pandemia do novo coronavírus sozinho. Com o tempo de sobra enquanto os trabalhos artísticos estão paralisados, ele tem se dedicado mais aos estudos dos mais variados temas.

"Pela primeira vez estou tendo tempo para me dedicar mais ao conhecimento, em encontros virtuais com meu grupo de teoria crítica de direitos humanos, e também para estudar línguas. Tenho aulas de italiano, inglês e iorubá. Além disso, treino pelo menos cinco vezes por semana", afirmou.

Mas, apesar das reflexões, o ator também se sente sozinho.

"Não tenho medo da solidão, mas também não fico o tempo todo só. Meus filhos moram em São Paulo, com as mães, e tanto a Ella, de 9 anos, quanto o João, de 17, me fazem companhia de vez em quando. Agora, seria mentira dizer que estou feliz o tempo todo. O isolamento tem me feito olhar mais para dentro de mim mesmo", contou.

Enquanto isso, Assunção aguarda o retorno das gravações da nova série da Globo, "Fim", para retomar sua rotina habitual.

Famosos