PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Ellen DeGeneres: as polêmicas que abalaram sua fama de 'boa moça'

A apresentadora Ellen DeGeneres - CBS
A apresentadora Ellen DeGeneres Imagem: CBS

Daniel Palomares

Do UOL, em São Paulo

19/07/2020 04h00

Ellen DeGeneres é uma das apresentadoras de TV mais queridas e poderosas do mundo. Conhecida por seu jeito divertido, simpático, engraçado e pelas dancinhas pitorescas, ela sempre foi ovacionada por ter aberto espaço no mundo do entretenimento para outros famosos LGBT —depois de se assumir lésbica, ainda nos anos 1990.

Mas essa fama de boa moça pode estar com os dias contados. Nos últimos meses, a apresentadora se viu no meio de polêmicas que repercutiram bem mal na internet. No caso mais recente, ex-funcionários de seu programa, "The Ellen Show", relataram ao site BuzzFeed casos de medo, intimidação e até de racismo nos bastidores da atração.

Será que o jeito alegre e descontraído de Ellen esconde uma pessoa bem diferente por trás das câmeras? O UOL relembra casos que abalaram a reputação da apresentadora.

Mansão virou cadeia?

Ainda no início do período de quarentena, lá em abril, Ellen foi "cancelada" no Twitter após dizer, durante seu programa, que estar isolada em sua mansão era "como estar na cadeia". "Principalmente porque eu uso as mesmas roupas há dez dias e todo o mundo aqui é gay", ironizou a apresentadora.

Nas redes sociais, muitos consideraram a fala de Ellen insensível e infeliz, afinal, a tal "prisão" é sua mansão em Los Angeles que, segundo o jornal Metro UK, está avaliada em nada menos do que R$ 137 milhões.

Acusações do ex-segurança

Em maio, Tom Majercak, um ex-segurança de Ellen que trabalhou com ela em 2014, criticou a apresentadora em entrevista à Fox News. O rapaz disse que ela não se parece nem um pouco com a persona que mostra em frente às câmeras. "Ela me olhou de relance e nem sequer disse olá ou agradeceu. Foi bastante fria. É até meio humilhante a maneira como ela tratava outras pessoas", disse Tom.

Isso me incomoda há anos. Vejo essa pessoa se mostrando muito esclarecida, positiva e incrível, e todo o mundo a ama e a admira. E esse não é realmente o caso quando você a conhece pessoalmente. Quando você a vê na TV, as pessoas se apaixonam por ela, mas é uma fachada falsa. Ela não é a pessoa que aparenta ser.

Amiga de Bush

No fim do ano passado, fotos de Ellen rindo e se divertindo ao lado do ex-presidente dos EUA, George W. Bush, viralizaram nas redes sociais e a apresentadora foi amplamente criticada por sua amizade com o político conservador. No Twitter, Ellen se defendeu, mas não foi perdoada.

Muitas pessoas ficaram bravas, e elas fizeram o que as pessoas fazem quando ficam bravas: tuítam. Sou amiga de George Bush. Sou amiga de muitas pessoas que não compartilham das mesmas crenças que eu. Somos todos diferentes, e acho que esquecemos que é ok sermos diferentes. Só porque eu não concordo com alguém em tudo não significa que não serei sua amiga.

Mal falada no Twitter

Um dos lemas de Ellen é espalhar bondade. O comediante Kevin T. Porter, então, pediu que pessoas contassem no Twitter histórias que viveram ao lado da apresentadora e que demonstrassem exatamente o oposto dessa bondade.

Com milhares de comentários, ex-funcionários, vizinhos e participantes de seu programa compartilharam histórias horríveis sobre Ellen. Ela teria sido rude e mal educada inúmeras vezes, recusado-se a cumprimentar as pessoas, proibindo que funcionários levassem carne em suas marmitas e até demitindo outros que tinham acabado de voltar da licença-maternidade sem motivo algum.

Defendendo Kevin Hart

Quando o humorista Kevin Hart foi escolhido para apresentar o Oscar 2019, diversos tuítes de piadas homofóbicas e ofensivas que ele havia feito vieram à tona. Ele decidiu, então, não ser mais o host da premiação.

Ao convidá-lo para seu programa, Ellen foi duramente criticada por demonstrar apoio ao ator. "Eu acredito no perdão. Acredito em segundas chances. E estou do lado de Kevin Hart", disse a apresentadora. Nas redes sociais, as reações ao posicionamento dela foram as piores possíveis.

Ellen não pode perdoar alguém em nome da comunidade LGBT. Não é assim que as coisas funcionam. Acho que ela passou pano para o Kevin em vez de ter uma conversa produtiva sobre o peso de suas piadas.

Famosos