PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Ex-BBB Ariadna rebate post de Sikêra Jr sobre trans: 'Incitação ao ódio'

Ariadna Arantes fez coro às acusações contra o apresentador da RedeTV depois de post polêmico na semana passada - Reprodução / Internet
Ariadna Arantes fez coro às acusações contra o apresentador da RedeTV depois de post polêmico na semana passada Imagem: Reprodução / Internet

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/09/2020 10h14Atualizada em 24/09/2020 10h17

Ariadna Arantes, conhecida pela participação no "BBB 11", publicou uma carta aberta ao apresentador da RedeTV Sikêra Jr, centro de acusações de LGBTfobia depois de fazer uma postagem sobre transexuais em seu perfil no Instagram.

No post, Sikêra afirmou que "transgênero é uma pessoa que não aceita o próprio nome, o próprio corpo, a própria voz, a própria vida, mas quer ser aceito por todo mundo". Destacando a frase em uma imagem, Ariadna respondeu que o âncora do "Alerta Nacional" deveria "estudar mais sobre o assunto", acusando-o de "não saber o significado de respeito".

"Sikêra Jr, você, como comunicador, deveria estudar um pouco mais pra falar sobre esse assunto. Me dá vergonha que em 2020 tenha gente como você que tem o espaço que tem e no entanto compartilham ignorância. Transgêneros não se IDENTIFICAM. Se nós não nos aceitássemos, todos nós estaríamos mortos. Alguns pulando de um prédio. Se jogando na frente de um trem. Cortando os pulsos. E isso realmente acontece sabe por que? Por que existe pessoas como você que não sabe o significado da palavra RESPEITO", desabafou Ariadna.

A modelo, primeira e única transexual a participar do reality show da TV Globo, ainda informou Sikêra que a inadequação de gênero é estudada pela medicina e afirmou que "ninguém é obrigado a aceitar" o pensamento "medieval" do apresentador que, segundo ela, colabora para a violência contra a comunidade LGBT.

"É vergonhoso que em pleno século 21 um comunicador incentive ao ódio com essa desinformação. A transexualidade é estudada pela medicina e sim é uma condição humana. Ninguém aqui é obrigado a te aceitar sendo esse ser Medieval que tá parado lá nos tempos da inquisição, da Idade Média. Mas somos todos obrigados a te respeitar. E sua opinião quando fere a minha integridade e a de milhões de pessoas transgêneros, está compactuando com toda violência, ataques e até mortes", escreveu Ariadna em seu Instagram.

Carta Aberta ao comunicador @sikerajr Você como comunicador deveria estudar um pouco mais pra falar sobre esse assunto. Me dá vergonha que em 2020 tenha gente como você que tem o espaço que tem e no entanto compartilham ignorância. Transgêneros não se IDENTIFICAM. Se nós não nos aceitássemos, todos nós estaríamos mortos. Alguns pulando de um prédio. Se jogando na frente de um trem. Cortando os pulsos. E isso realmente acontece sabe porque? Porque existe pessoas como você que não sabe o significado da palavra RESPEITO. É vergonhoso que em pleno século 21 um comunicador incentive ao ódio com essa desinformação. A transexualidade é estudada pela medicina e sim é uma condição humana. Ninguém aqui é obrigado a te aceitar sendo esse ser Medieval que tá parado lá nos tempos da inquisição, da idade média. Mas somos todos obrigados a te respeitar. E sua opinião quando fere a minha integridade e a de milhões de pessoas transgêneros, está compactuando com toda violência , ataques e até mortes. E esse peso meu querido, está em suas costas também. Eu vejo vocês falarem tanto de bons costumes, mas a empatia está desatualizada. Nós somos cidadãos íntegros, com direitos e deveres. Vocês se acham superiores, a maioria... mas na hora que devemos votar, pagar nossos impostos , não temos diferença. Então porque fazer das nossas vidas uma eterna perseguição? Eu tenho os mesmos direitos que vocês. Todos nós temos. Inclusive ao respeito. E se sua opinião me fere, me falta com respeito, então você tem sim que ficar calado ou responder legalmente pelos seus ataques. Eu convido aqui todas as personalidades Referências Transgêneros e as que também se sentiram ofendidas mesmo não sendo personagens públicos, a buscarem nossos direitos penais contra esse cidadão e qualquer outra pessoa que nos façam passar por esse tipo de vexame nacional . Isso é incitação ao ódio. Isso não pode ficar assim. @leat @gabrielaloran @tarsobrant @thammymiranda @nanypeople @leonoraaquillaoficial @glamourgarcia @melpormel @uriasss @maiteschneideroficial @luisamarilacc @laerteminotaura @linikeroficial @ericamalunguinho @linndaquebrada @mariaclaraspinelli @tifannyabreu10 @pepita @mctransoficial @michellyx

Uma publicação compartilhada por Ariadna ?? (@ariadnaarantes) em

A ex-BBB, que anunciou em agosto que voltará ao Brasil após 16 anos na Itália, ainda reforçou as acusações de LGBTfobia contra Sikêra, defendendo a igualdade de direitos de pessoas trans e convidando outras personalidades a se juntarem à denúncia contra o apresentador.

"Eu tenho os mesmos direitos que vocês. Todos nós temos. Inclusive ao respeito. E se sua opinião me fere, me falta com respeito, então você tem sim que ficar calado ou responder legalmente pelos seus ataques. Eu convido aqui todas as personalidades Referências Transgêneros e as que também se sentiram ofendidas mesmo não sendo personagens públicos, a buscarem nossos direitos penais contra esse cidadão e qualquer outra pessoa que nos façam passar por esse tipo de vexame nacional. Isso é incitação ao ódio", concluiu Ariadna.

Famosos