PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Bárbara Paz lembra transplante de Babenco e tratamento com Drauzio Varella

Bárbara Paz deu depoimento sobre doação de órgãos no "Encontro" ao ouvir história de noiva que salvou 9 vidas - Reprodução/GShow
Bárbara Paz deu depoimento sobre doação de órgãos no "Encontro" ao ouvir história de noiva que salvou 9 vidas Imagem: Reprodução/GShow

Colaboração para o UOL, em São Paulo

28/09/2020 14h13Atualizada em 28/09/2020 14h18

Bárbara Paz defendeu a importância da doação de órgãos ao lembrar a luta do ex-marido Hector Babenco contra um câncer linfático.

A atriz, companheira de Babenco de 2010 até sua morte, em 2016, contou que o transplante de médula salvou a vida do cineasta, e comparou a situação com uma história anterior, quando perdeu a mãe para um problema no rim.

"Minha mãe fazia hemodiálise e ela devia ter feito transplante de rim, mas ela nunca teve coragem de fazer, porque só daria compatível com a filha e ela não queria tirar um rim de uma filha, então minha mãe partiu muito cedo", contou Bárbara em conversa com Fernanda Gentil, que substituiu Fátima Bernardes no "Encontro" da manhã de hoje.

Ela revelou suas vivências pessoais depois de ouvir a história de Jóice Pastre, de 27 anos, uma jovem que morreu depois de um aneurisma e salvou 9 pessoas com a doação de órgãos.

Ao comentar o relato de "superação" dado pela família da jovem, Bárbara quis destacar a vitória de Babenco.

"Eu tenho uma outra história, também de superação, que foi do meu ex-marido, que fez transplante de medula óssea, tirada do irmão dele que era compatível, com 50 anos. Ele ficou muitos anos em tratamento de câncer e aí não tinha mais jeito, ou fazia o transplante ou não tinha mais muito pra onde ir e ele fez o transplante e saiu vencedor, inclusive fez um filme sobre isso. Um filme lindo que conta exatamente a história do transplante óssea e como ele viveu muitos anos depois disso, viveu mais 20 anos", detalhou ela.

O relato da atriz foi complementado por Gentil, que exibiu imagens do filme mencionado pela companheira do cineasta, intitulado "Meu Amigo Hindu", lançado meses antes dele morrer por uma parada cardiorrespiratória, em julho de 2016.

"Esse filme fala exatamente sobre o transplante e é muito importante assistir pra ver como é possível. E o médico do Hector era o Drauzio Varella e foi ele que cuidou dele até o transplante, e aí ele foi fazer o transplante lá fora, e deu tudo certo. Eu fico emocionada porque eu tenho uma história de quem não fez o transplante, com a minha mãe, mas depois meu marido fez e foi vitorioso", completou ela.

Famosos