PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Maju Coutinho desabafa: 'Preto parado é suspeito e correndo é culpado'

Colaboração para o UOL, de São Paulo

22/10/2020 15h57

Maju Coutinho mostrou indignação com o caso de um jovem negro que estava preso há três anos por crimes que não cometeu. A matéria foi exibida no "Jornal Hoje", da TV Globo.

"E agora a gente fala de um caso absurdo, um jovem negro de 26 anos foi solto essa madrugada depois de passar quase três anos preso por crimes que ele não cometeu. Lucas, como eu disse é negro e é pobre", reforçou a jornalista ao apresentar a reportagem na tarde de hoje.

Após a exibição, Maju aproveitou a oportunidade para fazer um protesto e enviar um recado aos telespectadores: "Tem que mudar a mentalidade de que preto parado é suspeito e correndo é culpado. Isso tem que mudar", disse a apresentadora, antes de dar continuidade ao telejornal.

Na internet, muitos telespectadores comentaram o posicionamento de Maju Coutinho.

O caso de Lucas Moreira de Souza

Lucas Moreira de Souza foi condenado pela Justiça a 77 anos de prisão após investigações da polícia que apontavam a sua participação em diversos assaltos em duas cidades no Distrito Federal, utilizando um carro roubado. O rapaz de 26 anos foi preso com base em depoimento de vítimas que o reconheceram como autor dos crimes.

Mas, há dois anos, policiais do caso buscaram a Defensoria Publica para dizer que havia inconsistência nas provas e que Lucas poderia ser inocente.

Segundo os defensores, nem todas as vítimas foram capazes de reconhecer Lucas. Uma delas, inclusive, disse ter apenas 20% de certeza. Além disso, dez dias após a detenção de Lucas Moreira, novos assaltos ocorreram com o mesmo carro roubado — apreendido um mês depois da prisão.

Na última segunda-feira (19), a Justiça reverteu a decisão e o alvará de soltura foi expedido ontem à noite.

Televisão