PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Jennifer Aniston clama por responsabilidade e critica candidatura de West

Jennifer Aniston compartilhou imagem nas redes sociais - Reprodução/Instagram
Jennifer Aniston compartilhou imagem nas redes sociais Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/10/2020 18h21

Jennifer Aniston não está nada feliz com a campanha que Kanye West criou para as eleições presidenciais de 2020. A atriz compartilhou hoje nas suas redes sociais uma imagem enviando uma cédula de votação pelos correios e escreveu um texto antecipando seu voto na chapa democrática de Joe Biden e Kamala Harris, afirmando que "não é engraçado votar em Kanye" e pediu para eleitores fossem "responsáveis".

"Votei neles [Biden e Harris] porque neste momento este país está mais dividido do que nunca. Agora mesmo, alguns homens no poder estão decidindo o que as mulheres podem ou não fazer com seus próprios corpos. Nosso atual presidente decidiu que o racismo não é um problema. Ele tem repetidamente e publicamente ignorado a ciência ... Muitas pessoas morreram", escreveu.
?
"Peço que você realmente considere quem será mais afetado por esta eleição se continuarmos no caminho em que estamos agora ... Suas filhas, a comunidade LGBTQ +, nossos irmãos e irmãs negros, os idosos com problemas de saúde, e seus futuros filhos e netos (que terão a tarefa de salvar um planeta que nossa liderança se recusa a acreditar que está machucado)."
?
"Essa coisa toda não é sobre um candidato ou um único problema, é sobre o futuro deste país e do mundo. Vote por direitos humanos iguais, por amor e por decência. PS - Não é engraçado votar no Kanye. Não sei mais como dizer. Por favor seja responsável", concluiu a atriz.

Kanye concorre à presidência pelo partido próprio, batizado de Birthday Party (um trocadilho com a palavra "Party", que pode ser entendida como "partido" ou como "festa" na língua inglesa), ainda argumenta que, para construir um país mais forte, é preciso construir famílias mais fortes.

Apesar de se posicionar como uma terceira via na eleição presidencial entre Joe Biden e Donald Trump, West deve aparecer oficialmente nas cédulas de menos de 12 estados (entre os 50 norte-americanos) — a campanha do rapper perdeu prazos de inscrição em vários territórios.

Famosos