PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Dira Paes quer deixar cabelos brancos, inspirada em Vera Holtz e Fafá

Dira Paes quer deixar os cabelos brancos no futuro - César Alves/TV Globo
Dira Paes quer deixar os cabelos brancos no futuro Imagem: César Alves/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

25/10/2020 09h37

Dira Pares, de 51 anos, confessou que morre de vontade de deixar os cabelos brancos aparecerem — mas a vaidade ainda a impede.

"Dá vontade, sim, só que não vou ficar bem ainda, sinceramente. Mas tenho achado a Fafá de Belém muito linda. A Vera Holtz também. Mulheres modernas, né?", elogiou, em entrevista ao jornal O Globo.

Mesmo que tenha seus limites ainda, Dira é uma mulher "tranquila" com o envelhecimento, e acha inclusive que ele traz benefícios únicos.

"O autoconhecimento é uma preciosidade que só o tempo dá. É impossível tê-lo antes. Tem gente com 50 que tem mais pique do que com 30. Não é uma questão de idade, é de estilo de vida", comentou.

As duas gravidezes tardias (a primeira aos 39, e a segunda aos 47) ajudaram a manter a jovialidade. "Na segunda gestação, fiquei uma adolescente. Minha carne era dura, não tinha uma celulite", brincou.

"Cada gravidez, uma história. A primeira foi natural; na segunda, tive quatro abortos espontâneos e aí fizemos reprodução assistida. Desejei muito ter o segundo filho", revelou ainda.

Assuntos sérios

Na entrevista, Dira também falou sobre assédio na indústria do entretenimento. Ela não negou que tenha vivenciado situações ruins no começo da carreira.

"Tive experiências desagradáveis com diretores, assédios verbais, mas me defendi todas as vezes, instintivamente. Indo embora na hora, por exemplo. A violência nunca me travou. Ainda bem", disse.

Dira disse ainda que, na adolescência, estava voltando da escola para casa quando um homem "meteu a mão" nela. "Consegui virar o braço, e ele saiu correndo", lembrou.

O assunto da violência doméstica também vem a tona, especialmente com a recente reprise da novela "Fina Estampa". Na trama das 21h, Dira vivia Celeste, uma mulher abusada pelo marido — e a atriz acha que muito mudou desde a estreia da personagem, em 2011.

"Agora, estamos começando a verbalizar com mais consciência. Temos entendimentos mais profundos, sabemos o que é uma relação abusiva, temos na boca essas palavras. Em 2011, não tínhamos", apontou.

Famosos