PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Como jornalistas receberam decisão do Gazeta do Povo em manter Constantino

Rodrigo Constantino seguirá como colunista da Gazeta do Povo - Reprodução/Instagram
Rodrigo Constantino seguirá como colunista da Gazeta do Povo Imagem: Reprodução/Instagram

Leandro Carneiro

Do UOL, em São Paulo

06/11/2020 18h01

A diretoria do jornal Gazeta do Povo, de Curitiba, decidiu manter Rodrigo Constantino em seu time de colunistas. Pouco antes de anunciar o futuro dele publicamente, o comunicado da diretoria foi enviado à redação. O motivo? O incômodo dos funcionários com a situação.

A revolta dos jornalistas começou um dia após os comentários de Constantino sobre estupro, feitos em uma live na terça-feira durante discussão do caso da influenciadora Mariana Ferrer. Os funcionários do jornal enviaram uma carta à direção, com 117 assinaturas, pedindo o desligamento de Constantino.

No vídeo, Constantino aparece dizendo que castigaria a filha —e não denunciaria o agressor para a polícia— caso ela fosse vítima de estupro bêbada.

Na manhã de hoje, uma reunião foi feita com os jornalistas e foi comunicado que Constantino seria mantido no jornal. A Gazeta usou seu site para divulgar a decisão e justificá-la. Os jornalistas decidiram, então, tornar pública a mensagem que, inicialmente, havia sido mandado apenas para a diretoria.

A carta mostra a nítida insatisfação com os comentários de Constantino e como a decisão de mantê-lo entre os colaboradores prejudica a imagem do jornal. Alguns jornalistas revelaram ao UOL a sensação de "vergonha" e afirmaram que queriam expor ao público que não concordavam com a política da empresa.

A mobilização foi virtual, já que quase todos estão trabalhando remotamente, por causa da pandemia. Segundo apurou o UOL, menos de dez jornalistas não concordaram em assinar a carta endereçada a Ana Amélia Filizola, vice-presidente do GRPCOM (Grupo Paranaense de Comunicação) e sócia-proprietário do jornal.


Ainda de acordo com jornalistas do grupo ouvidos pelo UOL, a sensação é de frustração. A diretoria prometeu apenas que vai prestar atenção na conduta do colunista nas redes daqui para a frente. E, se julgar que algo grave aconteceu, pode mudar a decisão de mantê-lo entre os colunistas.

Durante a reunião da manhã de hoje, algumas perguntas anônimas foram abertas, como sempre acontece quando os funcionários conversam, e quase todos os comentários mostravam a insatisfação da redação com a situação.

Agora, há uma preocupação entre os gestores de como a equipe seguirá trabalhando tão desmotivada, após essa posição da empresa.

Famosos