PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Marcelo Adnet: 'Não sabem a luta que travei. Não precisam desvalorizar'

Colaboração para o UOL, em Santos

04/12/2020 12h32

Marcelo Adnet, que foi criticado em agosto por respostas consideradas evasivas, no programa "Roda Viva", sobre as denúncias de assédio contra Marcius Melhem, disse hoje que não falou sobre o assunto a pedido das vítimas.

Uma reportagem publicada pela revista Piauí relata supostos casos de assédio do ex-diretor da Globo a funcionárias da emissora, entre elas a humorista Dani Calabresa — que foi casada com Adnet por dez anos.

No Twitter, o humorista Ronald Rios elogiou a postura de Adnet, um dos articuladores do grupo que cobrava medidas firmes da Globo em relação a Melhem, de acordo com a matéria.

"Um salve também para o Marcelo Adnet por ter liderado um bonde para fazer a cobrança pelo certo. E principalmente por ter aguentado as porradas quando não podia falar publicamente sobre o assunto. Deve ter sido foda segurar a língua quando todo mundo te chamava de passa-pano', escreveu.

Adnet respondeu: "Obrigado. Fiz o mínimo, agi e respeitei totalmente o sigilo que as vítimas pediram. A história é muito pesada e traumática para os envolvidos".

No programa "Roda Viva", em agosto, questionado sobre as acusações contra Melhem, Adnet disse que achava o assédio "uma coisa inadmissível", mas avaliou que "não tem poder de polícia" e que sua opinião era "da dúvida" em relação ao caso. "Não posso sair falando o que as vítimas me contaram em segredo", disse ainda. À época, ele foi criticado pelas respostas consideradas "evasivas".

De acordo com a reportagem da Piauí, Adnet teria recebido instruções de advogados da TV Globo para a entrevista ao programa. Uma pessoa, por isso, comentou no Twitter: "A minha maior decepção com essa matéria da Piauí foi o Marcelo Adnet".

O humorista respondeu: "Não te culpo por nada. A opinião é sua, e é maravilhoso que possamos achar aquilo que a gente quer. Porém, já que você me marcou, me sinto na obrigação de te dar um toque: você não sabe a luta que eu travei. Você não precisa valorizar ou desvalorizar minha luta."

Criticado por outra pessoa, por não se posicionar contra a TV Globo, postou ainda: "Quem sentiu essa merda na pele foram as meninas e eu também fui solidário e me envolvi. Minha lealdade foi a elas que pediram sigilo. Será que dá para entender?".

Famosos