PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Fábio Assunção relembra vício em álcool: "Droga mais pesada que conheci"

"Estou a cada dia mais distante das coisas que me perturbavam", falou o ator - Reprodução/Instagram @fabioassuncaooficial
"Estou a cada dia mais distante das coisas que me perturbavam", falou o ator Imagem: Reprodução/Instagram @fabioassuncaooficial

Do UOL, em São Paulo

05/12/2020 09h47

Sem beber há sete meses e 27 kg mais magro, o ator Fábio Assunção, de 49 anos, revelou que o álcool é a "droga mais pesada" que já passou por sua vida.

Em uma longa entrevista à GQ após premiação de Men of the Year na categoria "Personalidade" da revista, ele detalhou como foi o período de dependência química e se mostrou "cada vez mais distante" das coisas que o atrapalhavam pessoalmente e profissionalmente.

"Eu não acordava bebendo, nunca bebi no trabalho, mas achei em um determinado momento que o álcool podia ser uma alternativa mais leve, mas é a droga mais pesada que conheci", iniciou.

"Muita coisa acontece: acidente, violência doméstica, agressão verbal, arrogância. Tem gente que tem sabedoria para beber, mas tem uma parcela de 14 a 16% da população mundial que não sabe parar. E eu disse sim ao não", prosseguiu Fábio ao veículo.

Recuperado após ajuda profissional, o ator disse que passou a ter "mais paciência com os erros".

"Se a angústia vem, eu escuto uma música, deixo passar. No passado, eu certamente beberia. Estou a cada dia mais distante das coisas que me perturbavam", falou.

A melhora na saúde do ator, se deve também, segundo ele, ao Ifá, tradição africana que cultua os orixás. Neste ano, ele passou a estudar os princípios do sistema e se encantou com a filosofia.

"Me trouxe uma consciência cósmica universal que foi transformadora. Sou filho de Obatalá - o rei do pano branco, que gosta do silêncio e tem a frequência da justiça, da clareza, da retidão. Foi forte e vejo com clareza todos os benefícios que isso me trouxe", finalizou ele ao veículo.

Famosos