PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Reynaldo Gianecchini fala sobre rumores de caso com enteado e sexualidade

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/12/2020 20h52

A segunda parte da entrevista que reuniu o ex-casal Reynaldo Gianecchini, 48, e Marília Gabriela, 72, trouxe mais assuntos polêmicos à tona. O vídeo que saiu hoje no canal Youtube de Theodoro Cochrane, filho da apresentadora, tocou em alguns pontos pouco falados anteriormente pela dupla.

Theo traz a pergunta: "De onde surgiram os boatos de que nós (ele e Giancchini) tínhamos uma relação?", e sua mãe responde: "Surgiu do preconceito. Pensavam: 'Essa mulher, tão mais velha que ele... ele, esse galã... não, isso não tá certo, não', coisa que nunca passou pela cabeça dos nossos amigos próximos, que eram encantados com a nossa relação".

O galã global falou sobre o assunto: "A gente (ele e Theo) nunca saiu junto pra 'night'. Eu ficava pensando, se alguém tivesse visto a gente na night, poderia ter feito uma confusão, sei lá, na maldade também... mas a gente nunca tava junto, em nenhum lugar. A gente tava junto com família. Então é muito da maldade mesmo".

Theo ainda diz que algo que pode ter reverberado ainda o assunto recentemente foi Gianecchini ter se assumido panssexual. O ator falou sobre o assunto: "Eu não tenho a menor vontade de dar detalhes sobre a minha sexualidade. O que eu acho legal de falar sempre é só mudar o olhar, com o olhar mais aberto. Porque cada pessoa tem a sua sexualidade, e ela pode ser muito mais fluida do que você imagina", disse ele, que ano passado revelou já ter se relacionado com homens. "Não quero levantar bandeira gay, bi, hétero... Eu vejo todos esses seres em mim. Eu vejo o velho, eu vejo a criança... Então não passa em mim a gavetinha do gênero", continua o ator.

Quando falaram sobre a fixação das pessoas em saber sobre isso, Marília disse: "As pessoas deveriam estudar, porque daí entenderiam da natureza humana, da natureza mesmo". Reynaldo continuou, dando sua opinião: "Eu acho também que a gente é um país de gente muito reprimida. Acho que se fosse resumir um grande problema da humanidade, principalmente do brasileiro, seria repressão. Repressão de tudo, e reflete na sexualidade".

A entrevista continua falando sobre o processo de envelhecer e se conhecer. Gianecchini admite que descobriu que seu ponto fraco é gente "burra": "contra a ignorância, não há nada a se fazer", diz o ator. "Eu não tenho medo de olhar para minhas 'sombrinhas', já olhei para várias", completa. Já a apresentadora se diz "desequilibrada", e admitiu que sua 'sombrinha' seria a luxúria. Assuntos mais íntimos ainda surgem, com declarações de Gianecchini: "Quando a gente era casado (ele e Marília), eu era o velho da relação. Eu me levava muito mais a sério, era muito mais focado. Ela era a adolescente da relação".

O ator ainda fez uma pergunta para Zeca Cochrane, pai de Theo e ex-marido de Marília, que disse que o ano de 2021 de Reynaldo Gianecchini seria "muito promissor e muito inédito".


Famosos