PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Criticado por repressões, Doria agradece funk de MC Fioti: 'Sucesso'

MC Fioti vai relançar "Bum Bum Tam Tam" com homenagem ao Instituto Butantan e a vacina - Divulgação
MC Fioti vai relançar "Bum Bum Tam Tam" com homenagem ao Instituto Butantan e a vacina Imagem: Divulgação

Do UOL, em Sâo Paulo

19/01/2021 13h43Atualizada em 19/01/2021 13h48

O governador João Doria (PSDB) agradeceu MC Fióti e o funk "Bum Bum Tam Tam" — que ganhou uma releitura — pela relação com a vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan.

Fióti compartilhou que Doria ligou para ele e agradeceu pela iniciativa.

Recebi hoje o telefonema do governador que me agradeceu porque gravei uma nova versão do BumBum TamTam para a vacina que irá nos salvar da covid-19"

"Ligando para te agradecer, você é um sucesso retumbante, 'butantante'", disse o governador.

Fióti comemorou o fato do funk, uma cultura popular, negra e vinda das periferias, estar atrelada com a ciência durante o combate da pandemia.

E? o funk defendendo a ciência"

Antes mesmo da Anvisa liberar o uso emergencial da CoronaVac, a internet batizou a música de 2017 de Mc Fióti como o "hino" da vacina.

O funkeiro regravou a canção e fez um clipe no prédio do Instituto Butantan, que fica na USP, na capital paulista.

Doria e ações contra baile funk

A parceria não foi bem vista por algumas figuras do meio artístico, como Mc Hariel, que comentou no vídeo de Fióti enaltecendo o colega e dizendo um palavrão a Doria.

O governador é criticado pelas ações da Polícia Militar que já ocorreram contra bailes funks na cidade de São Paulo.

Em dezembro de 2019, nove jovens morreram em Paraisópolis depois de tentarem deixar o baile que acontecia no local, enquanto a polícia fazia operação.

O governador, em um primeiro momento, refutou completamente a responsabilização dos PMs envolvidos, e defendeu a corporação.

Doria, que afirmou que "a conduta da PM não iria mudar" em ações contra os bailes, só repensou a sua posição dias depois, afastando os agentes envolvidos.

O irmão de uma das vítimas afirmou na época, emocionado, que a culpa era do governador, que disse que a política de segurança pública do estado estava no caminho certo.

O UOL apurou, na ocasião, que Doria ficou temerário, pela primeira vez durante seu governo, porque a defesa aos PMs não estava emplacando nem mesmo junto aos seus eleitores mais fiéis.

Famosos