PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Cleo lembra machismo e críticas ao corpo: 'Ouvi muito o senta igual menina'

Cleo relembrou falas que ouviu na criação - Reprodução/Instagram @cleo
Cleo relembrou falas que ouviu na criação Imagem: Reprodução/Instagram @cleo

Do UOL, em São Paulo

08/03/2021 12h51Atualizada em 08/03/2021 16h57

A atriz e cantora Cleo Pires comemorou os espaços que as mulheres vêm conquistando ao longo dos anos em espaços de poder, como o da política, mas que sua criação teve momentos machistas.

Cleo, em entrevista a Preta Gil ao lado de Ana Fontes, presidente da Rede Mulher Empreendedora, na websérie "Na linha de Frente", da Mynd, destacou que há avanços, mas o machismo ainda perdura.

"Há pouco tempo [a mulher] tinha pouquíssimos direitos. Mas acho muito desafiador o poder que dão a mulher de ser mãe, geram vida, quem manda em casa é a mulher. Mas por que você define o que é poder?", questionou.

Ela disse que a sociedade foi construída a partir do que homens consideravam válido e que ainda há maneiras de limitar a liberdade da mulher.

A filha de Glória Pires contou que ouvia que tinha que ser "delicada".

Tem muito a ver com liberdade. Ouvi muito isso: senta igual a menina. Até no olhar, se você não é fofa e é assertiva, você é grossa, escr..., mal educada

Na entrevista para a série da agência Mynd, que é comandada por Preta Gil, ela destacou que as redes sociais podem ser um bom lugar de união em prol do feminismo.

"Tem uma coisa positiva das redes é que a gente pode falar e se unir. As redes unem para falar", completou.

Cleo falou, ainda, das críticas ao corpo: "Se você tá gorda, tá gorda. Se tá magra, tá magra. É sempre uma questão, como se você não pudesse ter domínio e controle da sua narrativa, da história, do seu corpo."

Famosos