PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Irmã de Kate Moss faz estreia em site adulto e cobra até R$ 7 mil por vídeo

Lottie Moss, de 23 anos, já estrelou campanhas para a Chanel e Calvin Klein - Reprodução/Instagram
Lottie Moss, de 23 anos, já estrelou campanhas para a Chanel e Calvin Klein Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

08/03/2021 15h47Atualizada em 08/03/2021 15h51

Lottie, irmã caçula da top Kate Moss, acabou de dar um passo ousado em sua carreira, lançando um perfil no site Glowpage, dedicado ao conteúdo adulto.

Aos 23 anos, a modelo entrou para a lista de celebridades como Bella Thorne e Tyler Posey, que resolveram compartilhar fotos e vídeos sensuais na internet cobrando uma mensalidade aos interessados.

Diferentemente da plataforma mais conhecida do meio, o OnlyFans, a Glowpage permite que os assinantes comprem conteúdo personalizado de Lottie em uma negociação a parte, não discriminada na página principal.

Segundo veículos britânicos como o Daily Mail, o valor por publicações mais ousadas, como um vídeo da modelo nua, ultrapassam os 1.000 euros, cerca de R$ 7 mil.

Lottie, 24 anos mais nova que Kate, é filha do pai da top model, Peter, com sua segunda mulher, Inger.

Apesar de ter nascido com a irmã já famosa, ela ganhou atenção do público apenas em 2011, aos 13 anos, quando foi daminha de honra do casamento da supermodelo com o músico Jamie Hince.

Desde então, ela estrelou campanhas para marcas como Chanel e Vogue.

"Foi tão divertido", disse Lottie em uma entrevista à revista W Magazine logo após roubar a cena na cerimônia da irmã. "Minha mãe ficou tipo: 'sua irmã vai ficar tão brava. Ninguém prestou atenção nela, todo mundo ficou tipo: 'quem é aquela?'", provocou Lottie.

"Eu tive uma reunião com a Storm (agência da modelo) na semana seguinte. Eles estavam tipo: 'onde você estava se escondendo?'", detalhou.

Problemas com o peso

Apesar do início meteórico, estampando a capa da Vogue Paris com apenas 18 anos, Lottie não escondeu que os bastidores da indústria da moda atrapalharam sua jornada.

Em conversa com seguidores no Instagram, ela já confidenciou que se sentiu "super desconfortável" com seu peso, defendendo a diversidade de corpos no meio.

"Você não tem mais que ser um 'palito' de magra para ser uma modelo. Isso foi há 30 anos. Eu não sou um 'palito' de magra", argumentou.

Apesar de ter se distanciado das passarelas, Lottie continua queridinha de grifes como Tom Ford e Christian Louboutin no Instagram, onde faz posts patrocinados para as marcas.

Em um novo passo no meio digital, no mês passado, ela começou a compartilhar conteúdo na Glowpage, cobrando 25 dólares ao mês no pacote mais básico do perfil.

No ano passado, em entrevista ao The Daily Telegraph, ela afirmou que não se enxergava mais seguindo os passos da irmã.

"Eu amo modelar, mas existem tantas outras opções", disse. Eu quero ser tipo uma mulher de negócios. Quero participar de músicas, filmes, TV, todas essas coisas", concluiu.

Famosos