PUBLICIDADE
Topo

Andressa Urach aprende alongamento de unhas e investe em novo negócio

Andressa Urach está investindo em outras áreas profissionais - Reprodução/Instagram
Andressa Urach está investindo em outras áreas profissionais Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

08/04/2021 11h17

Na publicação que tem feito para mostrar a sua lua-de-mel na República Dominicana, Andressa Urach apareceu com unhas alongadas, que se trata de uma fibra de vidro e gel em cima da unha natural, posteriormente moldada e decorada por uma profissional. E não foi por acaso: ela está investindo em um novo negócio na área.

"Depois do Miss Bumbum você vai marcar horário comigo, tá meninas?", disse a modelo em suas redes sociais. "Vou fazer o alongamento de unha de vocês, em Porto Alegre, na minha estética", complementou. O novo empreendimento de Andressa já tem até perfil no Instagram: o Andressa Urach Estética conta, até o momento, com 7 mil seguidores.

Na descrição do projeto, ela afirma que o trabalho aposta na "qualidade no serviço e bom atendimento". A própria modelo está aprendendo a profissão e publicando fotos dos resultados. Sua mentora é Renata Garcia, conhecida formadora no curso "Manicure Empoderada".

Enquanto aprende sobre a nova profissão. Andressa tem se movimentado para processar a Igreja Universal do Reino de Deus, que frequentou por alguns anos. Por meio de seu advogado, ela entrou com um pedido de perícia judicial contra a instituição. O objetivo, segundo a defesa, é averiguar tanto os valores arrecadados pela igreja assim como as doações feitas pela modelo quando ela era ligada à instituição.

A modelo move uma ação para tentar reaver cerca de R$ 2 milhões que alega ter doado à instituição.

"Queremos averiguar quanto a igreja coleta durante um período e, com isso, saber se a igreja terá dificuldades de pagar o que deve à Andressa. Também servirá de prova para mostrar a forma e o meio de arrecadação que foram feitos em relação a ela", disse ao UOL Marco Alfredo Meija, advogado da modelo.

Procurada pelo UOL, a Igreja Universal do Reino de Deus ainda não se manifestou sobre o pedido do advogado.