PUBLICIDADE
Topo

Mãe de Paulo Gustavo lhe agradeceu em despedida: 'Obrigado por me escolher'

Paulo Gustavo e a mãe, Déa Lúcia - Reprodução/Instagram
Paulo Gustavo e a mãe, Déa Lúcia Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

06/05/2021 11h27Atualizada em 06/05/2021 14h35

A atriz Mônica Martelli contou ao programa "Saia Justa" que a mãe de Paulo Gustavo lhe agradeceu e se despediu do ator na última terça-feira (4).

A equipe médica confirmou a morte de Paulo Gustavo às 21h12 (de Brasília) do mesmo dia. Mônica disse que dona Déa Lúcia estava no momento.

Dona Deia é uma grande inspiração e grande mulher, ela tem a mesma energia do Paulo Gustavo. Ela é tão genial que no momento da passagem de Paulo Gustavo, 21h12, ela falava: 'meu filho, meu filho, obrigada, meu filho, por ter escolhido eu ser sua mãe'.

Paulo Gustavo - AG NEWS - AG NEWS
Paulo Gustavo e a mãe, Déa Lúcia
Imagem: AG NEWS

O ator morreu aos 42 anos em decorrência das complicações causadas pela covid-19. O boletim não informou quais familiares estavam no Hospital Copa Star, no Rio, local em que Paulo Gustavo estava internado desde o dia 13 de março.

Hoje, o corpo do humorista é cremado em uma cerimônia apenas para família e amigos próximos.

Déa Lúcia era uma das inspirações para o personagem Dona Hermínia, a protagonista da franquia "Minha Mãe é Uma Peça", cujo o terceiro filme levou mais de 11,5 milhões de espectadores às salas do país e rendeu mais de R$ 180 milhões.

'Dor do tamanho do amor'

Paulo Gustavo - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Mônica Martelli compartilhou foto com Paulo Gustavo
Imagem: Reprodução/Instagram

Amiga pessoal, Mônica Martelli fez "Minha Vida em Marte" e "Os Homens São de Marte... E é Pra Lá Que Eu Vou" com o humorista.

Ela disse que vai se acostumar com a dor e a saudade e enalteceu o trabalho de Paulo Gustavo.

A dor que eu tô sentindo é do tamanho do amor. Paulo Gustavo transformou a vida de todos, ele mexeu com a família brasileira com a dona hermínia, com seu casamento. Ele conseguiu diminuir o preconceito, tantos adolescentes gays que não eram aceitos pelos pais e que esse pais amavam dona Hermínia e que por isso amaram seus filhos. Ele tinha ideia o dia inteiro. Nem me surpreendia com as ideias geniais dele porque era tudo tão maravilhoso. A gente ia atrás do Paulo Gustavo. Esse buraco que ele vai deixar na minha vida é muito difícil, ele vai fazer parte da minha existência. Com o tempo, essa dor vai virar saudade.