PUBLICIDADE
Topo

Regina Duarte se retrata por divulgar fake news sobre Marisa Letícia

Regina Duarte, em foto de maio de 2020, ainda no cargo de secretária especial da Cultura, em Brasília - Isac Nóbrega/PR
Regina Duarte, em foto de maio de 2020, ainda no cargo de secretária especial da Cultura, em Brasília Imagem: Isac Nóbrega/PR

Do UOL, em São Paulo

08/05/2021 10h47Atualizada em 08/05/2021 11h00

A atriz e ex-secretária da Cultura Regina Duarte publicou em seu perfil no Instagram um pedido de desculpa por ter divulgado uma fake news sobre o patrimônio da ex-primeira dama Marisa Letícia Lula da Silva em abril de 2020.

Regina foi condenada pela 12ª Vara Cível de Brasília por ter compartilhado fake news. Segundo ela, a retratação é um "sincero pedido de desculpas à memória de D. Marisa Letícia e a sua família".

"No dia 11 de April de 2020, reproduzi no meu Instagram uma informação sobre o inventário do patrimônio da falecida D. Marisa Letícia Lula da Silva que apesar de ter sido obtida de fontes oficiais públicas e amplamente divulgada por meios de comunicação, veio posteriormente a revelar-se errada e eventualmente corrigida pelos órgãos judiciais relevantes. Assim que tomei conhecimento de que a informação partilhada estava incorreta, apaguei voluntária e prontamente a postagem do meu Instagram", escreveu a atriz ontem, na rede social.

Na postagem condenada, Regina afirmava que foram encontrados R$ 256 milhões nas contas de Marisa Letícia. O saldo, na verdade, apresentava R$ 26 mil. Um juiz confundiu a quantia aplicada em CDBs com debêntures de outra natureza.

"Nunca foi minha intenção divulgar uma inverdade ou propagar fake news. Infelizmente, neste caso, fui induzida a erro e quero por isso estender, pelo sucedido, um sincero pedido de desculpas à memória de D. Marisa Letícia e a sua família", completou.

Sobre a condenação, ela afirmou que considera a sentença "paradigmática e exemplar no que remete à defesa da liberdade de expressão e também reveladora sobre o perigo das fake news em nossa sociedade".

Em outro post, ela compartilhou sentença na íntegra (veja abaixo).