PUBLICIDADE
Topo

'Se Joga' homenageia Paulo Gustavo com cenas de dona Hermínia e depoimentos

"Se Joga" faz homenagem a Paulo Gustavo com momentos de Dona Hermínia no teatro, cinema e TV - Reprodução/Globo
'Se Joga' faz homenagem a Paulo Gustavo com momentos de Dona Hermínia no teatro, cinema e TV Imagem: Reprodução/Globo

Do UOL, no Rio

08/05/2021 16h36

O programa "Se Joga" de hoje prestou uma homenagem a Paulo Gustavo com depoimentos de mães que se identificaram com Dona Hermínia, a protagonista de "Minha Mãe é uma Peça" e filhos que se inspiraram na história do filme para melhorarem a relação com suas mães e até mesmo se abrirem sobre suas sexualidades.

"É inacreditável que a gente esteja perdendo diariamente milhares de brasileiros para uma doença que já existe vacina. Já parou para pensar nisso? É verdade e é muito triste a ida do Paulo e de muita gente. Que a gente resista com leveza por ele e por todos os que se foram. Hoje a gente se despede homenageando essa mãe que fez tanta gente chorar de rir e de emoção, dona Paulo Hermínia Gustavo", disse a apresentadora Fernanda Gentil.

O programa exibiu imagens de Paulo interpretando Dona Hermínia e depoimentos de fãs e amigos.

"Todas as mães têm esse carinho, essa preocupação e essa vontade de controlar as vidas dos filhos, que é muito bem retratada por esse personagem maravilhoso', disse o ator Rafael Infante.

"Qual é a mãe que não é uma dona Hermínia? Todas nós somos, a gente se vê nela", falou Solange de Britto, do Rio de Janeiro.

O jornalista Marcelo Cosme gravou um depoimento dizendo que o filme o fez tomar coragem para falar sobre sua sexualidade para sua mãe.

"Quando a minha mãe assistiu aos filmes, ela ria da dona Hermínia e eu pensava, 'dona Hermínia tem um filho gay, se a minha mãe lida com isso bem quando assiste os filmes, o dia que eu contar, ela vai levar na boa'. Sem eu conhecê-lo, sem ele saber, Paulo Gustavo ajudou a mim e imagino como ajudou outras pessoas".

Paulo Gustavo morreu na terça-feira (4) por complicações da covid-19. O humorista de 42 anos estava internado desde o dia 13 de março, e deixou o marido, o médico Thales Bretas, e dois filhos, Gael e Romeu.

A cerimônia de despedida e cremação aconteceu na quinta-feira (6) no cemitério Parque da Colina em Niterói, cidade em que nasceu e foi criado.