PUBLICIDADE
Topo

'Cheguei a duvidar muito de mim', diz Juliette sobre trajetória no BBB 21

Juliette, campeã do BBB21 - Reprodução/Tv Globo
Juliette, campeã do BBB21 Imagem: Reprodução/Tv Globo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/05/2021 06h20Atualizada em 11/05/2021 14h55

Juliette Freire conquistou a maioria do público que acompanhou o "BBB 21" (Globo) e terminou vencedora do prêmio máximo: embolsou R$ 1,5 milhão, e ainda saiu do programa com 24 milhões de seguidores no Instagram — hoje, já possui 28,4 milhões. No entanto, dentro da casa, nem sempre ela sentia que tinha potencial para vencer.

"Cheguei a duvidar muito de mim. Não conseguia me olhar no espelho. Tinha sentimentos horríveis que nem gosto de lembrar. Na última prova, tudo o que eu queria era um abraço, um colo? Tinha dias em que eu dormia sozinha, mas ficava falando 'dorme aqui' para um e para outro. Estava precisando de acolhimento, de abraço, de lembrar que era querida", explicou ela em entrevista para a Quem.

Ela prosseguiu: "Ficava o tempo todo mentalizando músicas e meus amigos para eu não esquecer quem eu era. Isso me fortalecia. Eu duvidei muito de mim, da minha inteligência, de tudo. Quando ouvi o discurso do Tiago, parecia que havia tirado um nó da minha garganta. Fiquei muito leve e muito feliz".

Com o prêmio no bolso, Juliette diz que já tem seus objetivos definidos: "Para agora, meu plano mais urgente é cuidar da saúde da minha mãe e proteger minha família, deixá-los confortáveis com uma casa. De resto, quero poder fazer aquilo que me faz bem".

No entanto, quem tinha o sonho de ver a advogada paraibana soltando a voz desde já, vai ter que esperar um pouco. "Na casa, eu cantava para relaxar e me libertar do que estava sentindo. Não tinha a pretensão de ser cantora. Nem acho que sou. Tenho muito estudar e aprender. É fato que eu amo a música. A música me salva e me faz feliz. Estou me achando agora que o povo diz que eu sou cantora (risos). Por amor, já estou lá, mas sei que tenho que estudar".

Questionada se alguma vez se achou favorita ao prêmio, Juliette foi sincera: "Nunca me achei favorita, mas sentia nos discursos de Tiago que alguns pontos eram para mim. Além disso, os comportamentos de algumas pessoas comigo mudavam em determinados momentos. Quando eu tentava falar, sentia que evitavam que eu falasse ou me posicionasse. Sentia isso, mas evitava verbalizar para não soar pretensiosa".

Quanto a suas redes sociais, que se tornaram um fenômeno durante sua passagem pelo BBB, Juliette disse que teve dois amigos de confiança para quem entregou suas senhas, mas não faz ideia de como reuniu uma equipe tão grande.

"Quando vieram me falar que eu saí com uma equipe de 18 pessoas nas minhas redes, minha pergunta foi: "Quem está pagando esse povo todo?". Porque eu ainda não tenho condições de pagar uma equipe de 18 pessoas (risos). A não ser que eu use todo o dinheiro do prêmio e aí não vai dar, não. Ainda vou ter que entender como esse povo foi remunerado, se foram voluntários... Sei que a maioria é amiga. Tive amigas que botaram a cara e fizeram", explicou.