PUBLICIDADE
Topo

Polícia pede exame toxicológico em corpo de MC Kevin

Tatiana Campbell

Colaboração para o UOL, no Rio

17/05/2021 21h19

A Polícia Civil solicitou que seja feito um exame toxicológico no corpo do MC Kevin, 23. De acordo com o delegado Henrique Damasceno, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), o pedido foi feito após testemunhas afirmarem em depoimento que o artista havia consumido drogas e bebidas alcoólicas momentos antes do ocorrido.

O laudo do IML (Instituto Médico Legal) deve ficar pronto ainda nesta semana. Segundo as investigações, o funkeiro morreu ontem por volta de 19h após ter caído do quinto andar de um hotel da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.

Amigos, familiares e a equipe do artista já haviam sido ouvidos, porém a polícia solicitou novos depoimentos. Ao chegar na 16ª DP, o delegado Henrique Damasceno limitou-se a dizer: "vamos trabalhar".

Até o momento, pelo menos seis pessoas prestarem esclarecimentos, entre elas a esposa de MC Kevin, Daleone Bezerra. A advogada, que foi ouvida por cerca de 8 horas, deixou a delegacia chorando e não falou com a imprensa. Familiares e amigos do artista também estão sendo ouvidos.

Hoje à tarde houve uma confusão na porta da delegacia e a polícia precisou conter o padrasto de MC Kevin e amigos do cantor. O homem tentou agredir os jovens que estavam com o funkeiro no hotel. Além deles, uma mulher com quem supostamente Kevin Bueno teve um relacionamento também foi ouvida.

Investigações

De acordo com a polícia, uma perícia já foi realizada pelo Instituto Carlos Éboli nos dois quartos — onde mulher estava e onde o cantor se encontrava com amigos — e também no local onde o funkeiro caiu. O que os agentes querem entender é se MC Kevin bateu a cabeça na borda da piscina após tentar pular pela varanda do apartamento.

Segundo o laudo de necropsia do Instituto Médico Legal, a causa da morte foi trauma craniano provocado por ação contundente.

Segundo a Polícia Militar, Kevin Bueno caiu entre o vão do prédio do hotel e a piscina. Ainda de acordo com a corporação, o artista estava no quinto andar do edifício quando aconteceu o acidente. O MC chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Municipal Miguel Couto, na zona sul, mas não resistiu.

O cantor, que morava em Mogi das Cruzes, na Região Metropolitana de São Paulo, estava no Rio de Janeiro porque havia feito um show em uma boate da zona norte, na noite de sábado (15). De acordo com a prefeitura, o evento não tinha autorização para ser realizado.

O velório de MC Kevin acontece amanhã na quadra da escola de samba paulistana Unidos de Vila Maria. A despedida ao artista tem início para começar às 4h e terminar às 8h. Segundo a equipe do funkeiro, a entrada do público estará liberada. Ainda não há informações sobre o enterro.