PUBLICIDADE
Topo

Mulher dá detalhes de relação sexual com Kevin e amigo antes de queda

Daniele Dutra

Colaboração para o UOL, no Rio

18/05/2021 19h51

Bianca Domingues, acompanhante que estava com MC Kevin minutos antes de sua morte, no último domingo (16), disse em depoimento para a Polícia Civil que não ouviu ninguém batendo na porta na hora do ocorrido e que, em questão de segundos, viu o cantor pendurado na sacada do hotel. Ela afirma também que teria cobrado R$ 2.000 para transar com o funkeiro e o amigo Victor Elias Fontenelle.

Em seu depoimento, ela ainda diz que não chegou a transar com MC Kevin porque não tinha camisinha. Bianca teria feito sexo oral com o funkeiro e transado apenas com Victor, que conseguiu um preservativo.

"Kevin ofereceu a quantia de mil reais à declarante. Esse seria o 'presentinho que havia prometido'. E insistiu para que ela ficasse com os dois [ele e o amigo]. Ela disse a Kevin que, para ficar com os dois, teria que ser mil reais de cada um. Ambos aceitaram e ficaram de fazer uma transferência bancária assim que terminassem. E iniciaram o ato sexual, porém, sem penetração, uma vez que não tinham preservativos", disse Bianca em seu depoimento.

Segundo o relato, Jhonatas, um terceiro amigo, entrou no quarto e quis participar do ato, mas a acompanhante negou, pois o acordo havia sido apenas com dois.

Após a negativa, Jhonatas foi para o banho, apesar de Kevin insistir para que ele deixasse o local. Segundo a versão de Jhonatas, após sair do chuveiro, ele ouviu o funkeiro gritar para que ele saísse do quarto, pois tinha muita gente e iria "arrastá-lo".

Depois de Victor ter um orgasmo, Jhonatas voltou ao quarto e avisou que tinha alguém vindo. Na sequência, Kevin foi para a varanda e chamou Bianca para ficar com ele.

"A declarante saiu da cama onde já estava sentada e foi em direção à varanda, ocasião em que viu Kevin encostado no parapeito. Bianca não se recorda exatamente do que a fez desviar a atenção para dentro do quarto, até porque havia ingerido álcool e fumado maconha, porém, se lembra que olhou rápido para dentro e, ao virar seus olhos de volta à varanda, já viu o cantor passando a segunda perna sobre o parapeito da sacada."

Questionada se nesse momento alguém bateu à porta ou falou algo que desse a entender que Deolane Bezerra, a mulher do funkeiro, estava chegando ou procurando-o, Bianca respondeu que não.

Ela afirmou que viu Kevin do lado de fora da varanda, descendo: "Tanto que via apenas metade do corpo dele através do vidro do parapeito". Na sequência, viu Kevin ficar apoiado só com as mãos na parte mais baixa do parapeito. Em questão de segundos, o cantor fez um movimento como se fosse dar um impulso e caiu. Bianca conta, no depoimento, que ficou sem reação e depois gritou.

Chegada ao hotel

Victor Elias, conhecido como MC VK, chama a declarante para subir até o quarto por volta das 17h20 e diz que o amigo chegaria em seguida com o segurança, pois a mulher dele também estava hospedada no hotel.

O documento diz que, ao entrarem no quarto 502 do hotel Riale Brisa Barra, em frente à praia, eles começaram a se beijar. Bianca teria dito a Kevin que o combinado era ficar apenas com ele e não com os dois, pois Victor ainda estava no quarto. Houve, então, a negociação de R$ 2.000.

Como se conheceram?

Bianca informou que conheceu o cantor e cinco amigos dele na tarde de domingo (16), no posto 7 da praia da Barra. Lucas e Victor foram os primeiros a se aproximarem para puxar assunto e, no final da tarde, quando foi pagar por uma bebida, passou perto de Kevin. Segundo ela, ele disse: "Não vai dizer um oi? Só porque sou casado?".

A acompanhante é de São Paulo, viajou para o Rio no dia 11 de maio e afirma que conhecia o artista apenas pelas redes sociais, tendo sido um encontro ocasional.

Bianca afirmou que, durante toda a tarde, Kevin e os amigos estavam ingerindo bebidas que pareciam ser gin e uísque, além de estarem fumando cigarros de maconha. Ela parou para conversar com eles por uns minutos até que o cantor falou que teria "um presentinho" para ela.