PUBLICIDADE
Topo

Miss Brasil 2015 Marthina Brandt quer modernizar concurso: 'Fui julgada'

Marthina Brandt - Reprodução/Instagram
Marthina Brandt Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/05/2021 09h21Atualizada em 19/05/2021 10h00

Marthina Brandt, a diretora do Miss Brasil, comemorou e muito o segundo lugar de Julia Gama no Miss Universo 2020, anunciado no último domingo. Brandt está há 1 ano no cargo e já vem colhendo os frutos que plantou.

A proposta de Marthina ao assumir o cargo era "revolucionar" o concurso. Ela mudou toda a equipe, atualmente formada por profissionais brasileiros e estrangeiros do universo da moda, que não tinham ligação alguma ao Miss Brasil. Em uma conversa com a revista Quem, Marthina falou sobre a modernização do concurso de beleza:

"A proposta que temos é muito diferente de tudo o que vinha sendo realizado. Não queria pessoas com vícios, que tinham aquele mesmo olhar para o concurso. Quis colocar na minha equipe pessoas de outras áreas, que não tinham aquela concepção pré-formada do miss e que pudessem trazer novas ideias", disse.

Ela relembrou ainda quando venceu o Miss Brasil, em 2015, onde foi considerada um marco no concurso por contrariar os padrões de maquiagem, cabelo e modo de se vestir de uma miss.

Marthina contou que foi a segunda miss a usar um terno no lugar de um vestido para receber a tão sonhada coroa:

"Tem gente que diz que fui um divisor de águas, que tem o concurso antes de mim e depois de mim. Realmente as meninas mudaram muito. Eu fui a primeira a usar cabelos lisos nas fotos oficiais. Antes todas usavam sempre ondulado. Fui bastante julgada e tive um certo grupo de haters mais forte no início. Também usava jeans em compromissos ao invés do vestido de brilho padrão. Eu tinha características muito diferentes das meninas que costumavam ganhar o concurso. Tinha uma carreira no mundo da moda, vivida fora do Brasil e costumava me vestir de forma diferente. Já entrei no concurso com a ideia de quebrar esse padrão tradicional. Uma mulher não fica montada o dia todo. Ela usa calças jeans, sapatilha e tem atitude. Sempre tive opiniões fortes e gostei de me posicionar. Sofri um pouquinho no meu reinado por fugir desse padrão tradicional", disse.