PUBLICIDADE
Topo

Luciano Huck afirma que liberação de máscaras por Bolsonaro seria 'sadismo'

Luciano Huck - Reprodução/Globo
Luciano Huck Imagem: Reprodução/Globo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/06/2021 09h09Atualizada em 11/06/2021 11h25

Luciano Huck classificou como 'sadismo' a medida anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para desobrigar o uso de máscaras para pessoas que já foram vacinadas contra a covid-19 ou infectadas pelo vírus.

Ontem, Bolsonaro afirmou que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, publicaria em breve um parecer "para tirar esse símbolo que tem utilidade para quem está infectado".

O apresentador global discordou veementemente da posição do presidente e disse que só é possível discutir a liberação do uso das máscaras quando mais de 70% da população for vacinada.

Outros famosos também iniciaram ontem um movimento a favor do uso de máscaras, fazendo um apelo para que a população não abandone as medidas de proteção.