PUBLICIDADE
Topo

Repórter da Globo rebate fala homofóbica de padre: 'Mensagem de ódio'

Repórter da Globo rebate fala homofóbica de padre: "Mensagem de ódio" - Reprodução/Instagram
Repórter da Globo rebate fala homofóbica de padre: 'Mensagem de ódio' Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

16/06/2021 19h48

O repórter da TV Globo Pedro Figueiredo rebateu hoje uma fala homofóbica de um padre do Mato Grosso chamando o discurso do religioso de "mensagem de ódio".

Agora, um ano depois, voltou a viralizar. Dessa vez acompanhada por mensagens de ódio. Temos um profundo respeito por todas as religiões. Acreditamos no afeto e em seu poder de transformação. A Oração de São Francisco diz: 'Onde houver ódio, que eu leve o amor'. Escreveu Pedro Figueiredo em publicação feita em sua conta oficial do Instagram.

O padre Paulo Antônio Müller, da Paróquia Nossa Senhora de Tapurah (MT), resgatou um vídeo do Dia dos Namorados do ano passado, em que Pedro recebia uma mensagem romântica do também jornalista Erick Rianelli. Na visão dele, a união homoafetiva é um sacrilégio.

A fala do padre foi feita durante uma missa, que foi transmitida ao vivo de forma on-line.

Que chamem a união de dois viados, de lésbicas do que quiserem como querem, mas não de casamento, por favor. Isso é uma falta de respeito para com Deus, isso é sacrilégio é blasfêmia.